linda insta

Bela & Saudável Edição 96 - outubro de 2015

Em cima do salto!


Para quem não desce do salto, fique por dento do que pode causar estes centímetros a mais de altura

 

Sem dúvidas, ele é elegante e dá mais sensualidade para as mulheres. Mas seu uso deve ser com muita responsabilidade e consciente dos problemas que pode ocasionar. Não significa que devemos abolir o salto dos armários. Isso nunca! E sim usá-los da maneira correta e não todos os dias. Para ficar por dentro dos riscos que corremos quando estamos nas alturas, LINDA conversou com o médico residente em ortopedia e traumatologia Lucas Xavier da Luz, 27.



O SALTO ALTO É PREJUDICIAL À SAÚDE?
“Prejudicial não seria a melhor palavra para defini-lo. Eu diria que ele pode ser prejudicial dependendo da intensidade do uso”.

QUANTOS CENTÍMETROS DE SALTO PODEMOS USAR NO MÁXIMO PARA NÃO TER PROBLEMAS?
“Não existe um número exato. O que se sabe até hoje são certas patologias que ele pode causar com uso excessivo”.

COM O SALTO É MAIS FÁCIL VIRAR O PÉ E TROPEÇAR?
“Para podermos caminhar sem ‘virar o pé’ existe uma série de músculos que atuam em oposição a outros, levando a um equilíbrio. Os principais são os eversores e inversores do pé (um roda o pé para dentro e outro para fora). O que ocorre é que a musculatura eversora do pé é muito mais exigida quando você usa um salto alto, isso quer dizer: o pé tende a ‘virar para fora’. Um momento essa musculatura entra em fadiga e o pé ‘vira’, levando a entorses ou fraturas”.

USANDO SALTO ALTO TODOS OS DIAS, ENGROSSAMOS A BATATA DA PERNA?
“Ao contrário. Quem usa salto alto frequentemente acaba não exercitando a musculatura da perna e causando atrofia da mesma”.

USANDO SALTO ALTO TODOS OS DIAS, QUE MOVIMENTOS A PERNA DEIXA DE FAZER?
“Existe um sistema de retorno venoso coordenado pela contração da musculatura da perna. Ao usar salto alto, a musculatura da perna não é exigida da forma que deveria, o que resulta em impotência desse sistema. E isso pode levar a varizes”.

DÁ PARA DIZER QUE O PIOR TIPO DE SALTO É O FINO?
“O problema é a pior estabilidade que o fino proporciona, exigindo mais da musculatura intrínseca do pé para o mesmo não inverter (torcer). Portanto, o fino acaba aumentando a chance de entorses e fraturas de tornozelo”.

É VERDADE DIZER QUE COM O CALCANHAR NAS ALTURAS, O TENDÃO DE AQUILES FICA ENCURTADO, O QUE PODE OCASIONAR A TENDINITE?
“Além de poder causar encurtamento do tendão de Aquiles, podendo tornar o pé equino (deformação do pé que permanece constantemente estendido e se apoia apenas sobre os dedos, sem que o calcanhar toque o solo), ele causa uma série de patologias desse tendão. É muito frequente a bursite retrocalcanear, que causa uma dor na região posterior de difícil e longo tratamento, envolvendo muita fisioterapia e anti-inflamatórios. Além disso, é comum termos fasceíte plantar em pacientes que usam calçados de solado rígido. A fasceíte plantar é aquela patologia que causa dor na planta do pé na região do calcâneo. Essa dor não é por causa da exostose óssea existente ali (ponta de osso do calcâneo que aparece em radiografias do pé). Essa dor é do seu calçado e melhora com muita fisioterapia e readequação dos calçados”.





“Não estou crucificando o salto alto. Apenas salientando os riscos do uso exagerado do mesmo. Como tudo na vida, use com moderação”.
Lucas Luz
 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - (51) 3722-9600