linda insta

Do amor ao sexo Edição 134 - abril de 2019

O prazer de te ver nua

» Izabel Eilert (izabeleilert@terra.com.br)/psicóloga e terapeuta sexual


O corpo feminino sempre foi, e provavelmente sempre será, para o masculino, objeto de desejo, cobiça, inspiração e fantasia. Mas por que será que as mulheres ainda têm tanto constrangimento em mostrar o corpo para os homens?

 

Parece inacreditável, mas ainda hoje vemos mulheres pedindo para que a luz seja apagada para iniciar o sexo, se despirem discretamente embaixo dos lençóis, se incomodarem quando um homem olha fixamente para elas enquanto trocam de roupa... Que vergonha é esta?


Por muitos anos, a mulher carregou culturalmente a ideia de preservar sua nudez em “troca” de um “bom partido”. E hoje, mesmo que nada mais disso faça sentido, é como se o inconsciente coletivo mantivesse de alguma forma esta ideia, mantendo uma certa inibição ainda para muitas mulheres se empoderarem do seu corpo, da sua nudez, e poderem usufruir dele como quiserem.


E para o masculino, esse estímulo visual do corpo feminino e a observação de determinadas curvas, de determinadas partes do corpo da mulher, estimulam diretamente partes do cérebro que fazem com que o desejo do homem desperte e o erotismo dele se mantenha estimulado.


Já a mulher tende a ser muito mais crítica com relação ao visual, à estética e ao corpo do que o homem. Ela olha para o corpo com um olhar crítico enquanto ele geralmente olha com olhar muito mais de desejo.


 Saber tirar prazer do corpo, saber usá-lo de uma forma feminina, é o que pode empoderar a mulher num jogo erótico, e não uma perfeição de medidas e curvas estéticas.






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 136 - junho de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601