linda insta

Beleza EDIÇÃO 43 - DEZEMBRO 2010

Bem me quer. Mal me quer


Ah, o sol. Tão admirado e ao mesmo tempo tão temido.

Quando se trata da saúde, o sol sempre teve má reputação. Porém, o que muitos não sabem ou esquecem, é que ele também tem a sua faceta de mocinho. O sol é um aliado ou inimigo da saúde, da beleza e do bem-estar – só depende de como é usado. LINDA elaborou com a ajuda do médico Denis Pfeiff, 47 de idade, sendo 23 de profissão, um guia com os principais benefícios e males que o sol causa. Escolha em que lado ficar.




Benefícios do sol

Os benefícios do sol são muitos, desde que as recomendações feitas por especialistas sejam seguidas, como se expor diretamente apenas antes das 10 horas e após as 16 horas. Além disso, é preciso se proteger. Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Dermatologia mostra que cerca de 70% da população ainda se expõe à luz solar, sem utilizar um protetor. Mais do que aplicar o produto apenas quando se vai à praia ou à piscina, é preciso fazer disso um hábito, independente se o dia está ensolarado ou nublado.


Faz bem ao coração

O sol atua no combate às doenças cardíacas e serve de alento para hipertensos, pois o calor aquece a pele e dilata os vasos sanguíneos. Com isso, a circulação e a oxigenação melhoram, diminuindo a pressão arterial.



Reforça o sistema imunológico

Na dose certa, com uma exposição diária de 10 minutos, o sol promove a vasodilatação e melhora a circulação sanguínea. Também ativa a produção das células de defesa do organismo, aumentando a imunidade.


Melhora o humor

Os raios UV ajudam a reduzir os níveis dos hormônios do sono, o que mantém as pessoas dispostas para um dia fora da cama. Além disso, estudos comprovam que o sol espanta a depressão. A retina capta a luz natural e envia sinais elétricos ao hipotálamo, que aumenta a produção do hormônio ligado ao bem-estar.


Protege contra tumores e cânceres

Os raios solares são fonte de vitamina D que é um importante fator de proteção contra alguns tipos de tumores e cânceres, como os de mama, pele, próstata e pulmão.


Fortalece os ossos e os dentes

A exposição ao sol desencadeia a produção de vitamina D no organismo o que potencializa a absorção de cálcio e fósforo. Ela assegura o crescimento dos ossos nas crianças, evita o raquitismo e ajuda no fortalecimento e na manutenção dos ossos saudáveis nos adultos. O aconselhável é tomar sol todos os dias de cinco a dez minutos. Não é preciso ir à praia ou piscina. Vale andar na rua ou abrir a janela de casa.








Os males que o sol causa

Causa câncer de pele

Os raios UVA e UVB são causadores da doença. O primeiro atinge a derme; o segundo, a camada superficial da pele; e ambos alteram o DNA das células. O perigo é iminente – são registrados cerca de 115 mil novos casos de câncer de pele por ano no Brasil, segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Alterações na pele são sinais de alarme para procurar um médico. Detectar uma lesão maligna a tempo pode evitar problemas maiores.


Danifica a visão

A incidência da luz do sol diretamente nos olhos pode causar queimaduras capazes de inflamar a córnea, degenerar a retina, provocar catarata e até comprometer a visão. Para prevenir-se use lentes com filtros anti-UV.


Diminui a defesa das células

Um pouco de sol e nos horários certos aumenta as defesas, mas em excesso enfraquece as células e deixa o caminho livre para doenças oportunistas, como o herpes labial.


Provoca rugas e flacidez

A radiação ultravioleta A estimula a produção de radicais livres e destrói as fibras elásticas e colágenas, acelerando a perda de contorno, firmeza e formando sulcos. Protetores solares com ação contra os raios ultravioletas são bons aliados.


Piora as espinhas

É um mito pensar que o sol melhora as espinhas. Apesar de ocorrer uma aparente melhora, devido ao bronzeamento e ao ressecamento de algumas lesões, a exposição ao sol acabará provocando uma piora alguns dias depois, devido ao aumento da produção de oleosidade e da espessura da epiderme (camada mais superficial da pele), o que contribui para a obstrução dos poros.


Causa insolação que leva a desidratação

O calor excessivo provoca grande perda de líquidos, o que provoca distúrbios como a fadiga, irritabilidade, cãibra, tontura, dor de cabeça e confusão mental. Para evitar além de se proteger entre as 10 e as 16 horas, beba pelo menos dois litros de líquido por dia e evite praticar esportes intensos quando o sol está a pino. A água de coco é um ótimo hidratante.



Modelo: Bárbara Mattos
Apoio: Inttimação









EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 137 - julho de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601