linda insta

Decoração Edição 04 - AGOSTO/2007

Um mundo à parte


O quarto infantil, assim como os outros ambientes da casa, precisa de funcionalidade e beleza para garantir a organização e o aconchego dos pequenos


A beleza de uma casa é muito importante, mas ela também depende da funcionalidade e da organização dos ambientes. E um dos pontos mais difíceis para manter tudo arrumado, sem dúvida, é o quarto das crianças. A arquiteta cachoeirense Telma Porto Oliveira, 47 anos de idade e 17 de profissão, orienta que para harmonizar o ambiente infantil a principal dica é usar o ponto de vista do pequeno morador. “Nada de brinquedos em lugares altos, onde a criança passe trabalho para pegar e depois não consiga pôr novamente no lugar”, ensina. O ideal é observar o espaço disponível, a mobília e os objetos. Gavetas baixas e brinquedos em cestas e caixotes são a chave para manter a organização.
Assim como em outros espaços da casa, o quarto infantil precisa, ao mesmo tempo, agradar aos olhos e satisfazer as necessidades dos pequenos. O piso, por exemplo, deve ser bonito, mas lavável e antiderrapante, como o piso vinílico. Apesar dos quartos de criança serem tradicionalmente pequenos é importante proporcionar um espaço que seu usuário possa ter a companhia de um adulto quando necessário, possa brincar com os amiguinhos e, à medida que vai crescendo, torna-se essencial ter um canto para estudar.
Para não deixar o ambiente com a sensação de ser menor, é sempre importante observar a cor das paredes e da decoração. “Quanto mais intensa a cor, mais diminui a noção de espaço, por isso deve ser usada somente em detalhes ou em uma parede”, salienta a decoradora. Segundo Telma, é importante modernizar a decoração a cada fase da infância. “Uma criança de seis anos não vai querer um quarto de bebê, mas é claro que sabemos que trocar tudo é muito difícil, por isso a dica é priorizar os móveis com linhas mais neutras e retas e com design multifuncional. Dessa forma fica fácil dar um novo visual ao ambiente mudando somente os complementos, como as cores das paredes, cortinas e quadros”, ensina.


Crescendo em casa


Dicas da arquiteta e decoradora Telma Porto de Oliveira para decorar os quartos conforme a idade da criança:


Zero a 2 anos
O essencial para o quarto do bebê é o berço, cômoda (para ser utilizada como trocador e guarda-roupa) e uma poltrona para amamentar. O ideal é ter mobiliário branco, pois a cor já vem nos acessórios.


Cores: use tons aconchegantes e relaxantes, como verde malva, lilás, tonalidades claras do azul e o rosa bebê. Jogar com tons mais vibrantes em apenas uma parede ou canto está liberado. Essas cores devem ser sempre combinadas com o branco.

 


Móveis brancos para facilitar a decoração

Tons vibrantes em uma parede dá o charme ao quarto


De 2 a 7 anos
O ambiente deve incentivar e motivar o desenvolvimento mental da criança. Habilitar o espaço com um local para o descanso, outra para as brincadeiras e uma área para guardar os brinquedos é uma forma de ensinar-lhe, desde pequeno, a se organizar.


Cores: priorize as mais suaves, que não agitam tanto as crianças, e são muito úteis na hora das brincadeiras tranqüilas e ainda ajudam a diminuir o ritmo antes de dormir.

 


Prateleira de fácil acesso para garantir a organização

 


Branco com pequenos detalhes em cores vibrantes ajudam a acalmar as crianças

 

De 7 a 10 anos
Nesta fase uma área para os estudos é essencial, com uma escrivaninha em lugar bem iluminado. Prateleiras para acomodar os brinquedos, espelhos nas portas dos armários e almofadas coloridas são toques bem humorados que a criança vai gostar.


Cores: para as meninas, todos os tons de rosa. Para os meninos, todas as tonalidades de azul. Não é necessário usar os mesmos tons em todas as paredes, o ideal é compor o ambiente com tonalidades suaves e intensas.

 


Escrivaninha para momentos de estudo e jogos no computador

 


Equipamentos eletrônicos já começam a ganhar espaço nessa fase da infância


De 10 a 12 anos
Nessa fase em que a criança está entrando na adolescência é importante deixar que escolha a decoração, já que essa é a idade em que o quarto começa a ser o seu "universo". Outra dica é montar camas auxiliares para que o pré-adolescente possa receber seus amigos.


Cores: no dormitório das meninas pode-se usar tons intensos, como o pink, roxo e verde cítrico. Já para os meninos, uma boa sugestão é jogar com cores fortes como preto, vermelho e cereja.

 


Cama auxiliar ou extra permite que o pré-adolescente receba seus amigos para dormir








BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - (51) 3722-9600