linda insta

Reportagens EDIÇÃO 46 - ABRIL 2011

A internet dá as cartas


Pôquer online é uma mania no país e os cachoeirenses já descobriram essa nova diversão

Com o dia-a-dia cada vez mais virtual, até mesmo os momentos de diversão estão sendo compartilhados com as telas dos computadores. Longe da emoção de disputar lado a lado com jogadores reais, o pôquer online virou uma febre entre internautas de todo o mundo. Igual ao jogo de cartas convencional que testa as habilidades dos jogadores, essa versão aceita apostas fictícias dos que querem somente brincar e também dinheiro de verdade dos que não têm medo de arriscar e buscam uma grana extra. A diferença, para quem entende do assunto, está só na adrenalina.
“Jogando cara a cara é possível sentir as reações dos colegas de mesa, se ele está blefando ou com a certeza do jogo ganho, e como na internet isso não é possível acaba perdendo um pouco a graça”, diz o fisioterapeuta Robson Petrucci, 43. Ele decidiu há quatro anos estrear no jogo virtual por não conseguir encontrar tempo para jogar com os amigos. “Sempre gostei do pôquer, mas ficava complicado reunir uma mesa de jogadores em função do tempo disponível, então comecei a jogar pela internet. Além de ser muito divertido, posso jogar a hora que quiser”, observa. E não é que todas as noites, lá está o fisioterapeuta em frente a sua tela para participar de torneios que chegam a durar duas horas. “Mas sempre participo das competições em que as apostas são fictícias, pois considero a diversão mais importante e também não quero perder dinheiro”, observa.
INICIANTES – Entrar na brincadeira é fácil – basta acessar sites como www.pokerstars.com ou www.pokerlouco.com e baixar o programa no computador. Não há custo, a não ser que a opção seja por torneios com apostas em dinheiro real. Neste caso, o jogador deve criar uma conta de onde tirará os recursos para entrar em torneios pagos (há mesas com valores a partir de dois centavos de dólar). Há ainda torneios gratuitos onde os jogadores podem faturar dinheiro de verdade, embora os lucros sejam pequenos e a dificuldade seja mais alta, em virtude do grande número de apostadores. O único requisito é ser maior de 18 anos, comprovando a idade através do número do CPF. “E não é preciso já ser um jogador de pôquer para começar a brincar”, alerta Robson. Para quem quiser estrear no jogo, esses sites especializados ensinam as regras e as jogadas de cada modalidade. “Eu recomendo. É uma distração gratuita e que ainda treina as habilidades de quem participa”, garante o fisioterapeuta.


Robson: “pôquer online é divertido e posso jogar a hora que quiser”





O pôquer desenvolveu-se nos Estados Unidos e desde logo tornou-se o jogo de cartas favorito dos norte-americanos. Entretanto, no Brasil há controvérsias sobre ele ser ou não um jogo de azar, já que a vitória depende só 12% de sorte e 88% da habilidade do jogador. Segundo a Lei das Contravenções Penais,  são considerados jogos de azar aqueles em que o ganho e a perda dependem exclusiva ou principalmente da sorte, mas não define quais jogos se enquadram nesta categoria. Enquanto não há clareza quanto à legalidade ou não da prática do jogo, os jogadores de pôquer continuam disputando seus torneios pelo Brasil afora e no exterior, seja no virtual ou no real.





BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601