linda insta

Reportagens EDIÇÃO 36 - MAIO 2010

Você conhece seu carro?


O que é mito e o que é verdade sobre uma das paixões do brasileiro


Todo motorista alguma vez já ouviu diferentes opiniões – muitas passadas de geração em geração – sobre uso e funcionamento do carro. Alternar álcool e gasolina nos modelos flex é bom? Desligar o motor em um congestionamento economiza combustível? Apoiar o pé na embreagem danifica o carro? Para tirar essas e outras dúvidas, LINDA preparou uma lista de perguntas e respostas que mostra o que é mito e o que é verdade sobre o assunto. As respostas são de um guia da Oficina Brasil, maior rede de franquias de serviços automotivos do país.


Apoiar o pé na embreagem danifica o carro?
Verdade. Esta prática, comum principalmente em motoristas iniciantes, causa um desgaste prematuro na embreagem do veículo, que deve ser acionada apenas na troca de marchas. Uma recomendação é manter o pé “descansando” ao lado do pedal quando a embreagem não for acionada.

 
Descer uma ladeira com o carro engrenado queima a embreagem?
Mito. O desgaste causado é o mesmo de quando se anda com o carro em ruas planas. Na verdade, o correto é que o veículo esteja sempre engrenado nas ladeiras (dá-se o nome de freio motor) para que, junto com o sistema, segure o carro em declives.

 
Segurar o carro na embreagem durante a subida ao invés do freio de mão prejudica o funcionamento do carro?
Mito. Essa técnica, se usada por pequenos espaços de tempo, não é prejudicial. No entanto, ficar segurando o carro na embreagem durante longos períodos, como no caso de congestionamentos, pode causar o desgaste prematuro do sistema. É importante que o motorista, ao verificar que o período de parada será longo, acione o freio de estacionamento.

 
Desligar o carro em um congestionamento economiza combustível?
Verdade. Não só economiza como contribui para a melhoria do ar, pois não há emissão de gases poluentes.

 
Alternar álcool e gasolina em bicombustíveis é bom?
Mito. Apesar de o álcool ser mais corrosivo que a gasolina, o motor flex é projetado para funcionar independentemente do tipo de combustível utilizado.

 
Gasolina aditivada só deve ser usada quando o tanque está sem gasolina comum?
Mito. As duas gasolinas podem ser misturadas. A diferença é que, como a aditivada contém ativos que mantêm o sistema de injeção limpo, quando utilizada em carros “acostumados” com gasolina comum pode acontecer de os bicos injetores entupirem e o veículo apresentar falhas. Para evitar, o correto é adicionar, inicialmente, 10% de gasolina aditivada e ir aumentando a porcentagem a cada abastecimento.
 

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601