linda insta

Reportagens EDIÇÃO 36 - MAIO 2010

Ver para querer


Exemplo dos pais é fundamental na boa alimentação das crianças

 

Mais do que ter frutas, verduras e legumes na mesa e deixar as guloseimas longe dela, as crianças precisam de bons exemplos dentro de casa para poderem criar hábitos saudáveis na hora da alimentação. Durante os primeiros anos de vida os filhos se espelham muito nos pais e de nada adianta, por exemplo, eles tomarem refrigerante e cobrarem que a criança opte pelo suco natural na hora do almoço. É vendo os adultos se alimentando corretamente que os pequenos farão o mesmo agora e no futuro.
Nutricionista há 20 anos e com três filhos, Denise Carvalho Caspani é clara ao garantir que as crianças não se alimentarão corretamente se não tiverem o exemplo dos pais desde cedo. “É normal que elas resistam a alimentos que ainda não provaram. E os pais não devem forçar nada, mas sim consumir esses alimentos. Logo elas estarão comendo também”, observa. Segundo Denise, junto com o bom exemplo é preciso dar uma explicação – clara e resumida – da importância de se ter uma dieta equilibrada. “Isso sempre ajuda”.

A especialista salienta que atitudes simples podem ajudar a reverter um quadro preocupante constatado no ano passado na cidade. Um diagnóstico nutricional das crianças de 7 a 14 anos, realizado em 16 escolas públicas e privadas, apontou que 36% dos alunos estão acima do peso. “Vinte anos atrás o problema era a desnutrição. Agora é a alimentação errada e o sobrepeso”, resume a nutricionista, autora da cartilha “Comidolândia”, que incentiva a alimentação saudável entre as crianças.



 

De filho para pai


Na casa da família Castagnino Freitas, no interior de Cachoeira do Sul, o exemplo na hora da alimentação dá tão certo que o pequeno Bento, de 1 ano e 7 meses, não só aprendeu com a mãe a comer frutas e verduras como estimula o pai a fazer o mesmo. “Suco é uma coisa que o Bento adora e incentiva o pai a tomar também”, comenta Lílian Castagnino Freitas, 30 anos.
Apesar da idade, Bento pede e se for preciso faz birra para comer um belo pedaço de brócolis, beterraba ou cenoura cortada em fatias. Fruta também é com ele, mesmo se a opção for um amargo kiwi. “Às vezes ele pega da árvore e já quer comer na hora”, conta a mãe, enquanto vê o filho se lambuzar com um pedaço de melancia.




 

As dicas de Denise


. O problema do excesso de peso é mundial e atinge também as crianças. Portanto, comece hoje mesmo a cuidar o que seu filho come.
. Por mais que ele diga não gostar, coma e deixe à disposição dele verduras e legumes, principalmente na hora do almoço.
. Se possível, dedique um tempo para preparar alguma receita diferente – e ao mesmo tempo nutritiva – para sua família. Peça a ajuda das crianças.
. Quase todos os vegetais podem ser preparados de diferentes formas. Seja criativo e ofereça na forma de salada, suco, bolo...
. As guloseimas devem ser evitadas, mas não precisam ser eliminadas. Negocie com as crianças um dia da semana para tomar refrigerante, comer pizza, chocolate...








EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 136 - junho de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601