linda insta

Reportagens EDIÇÃO 33 - FEVEREIRO 2010

Cuidado com o que o seu bichinho come


Cães e gatos podem sofrer de diabetes e colesterol alto

Se você costuma alimentar seu animal de estimação com comidas temperadas, doces e leite, tome cuidado. “Da mesma forma que os humanos, os bichos podem ter diabetes, obesidade e colesterol alto, doenças em que uma alimentação adequada é muito importante”, alerta o veterinário Edson Luiz Salomão, 56 anos de idade e 34 de profissão. De acordo com o profissional, os cães e gatos devem ser alimentados somente com ração, independente de sofrerem ou não de alguma destas doenças. “O que se deve cuidar muito é a qualidade da ração. As mais baratas, geralmente vendidas a granel, não contêm os nutrientes informados nas embalagens e estão proibidas pelo Ministério da Agricultura. Pena que não há fiscalização”, destaca o veterinário.
Os animais de estimação que não sofrem de diabetes, colesterol ou obesidade também são prejudicados quando recebem uma alimentação inadequada. “Os efeitos mais comuns são diarreia e vômito. Mas podem ocorrer problemas hepáticos e renais”, ressalta. “O leite só é indicado para filhotes que estão sendo amamentados”, acrescenta o veterinário. Ele observa que animais de estimação adultos devem ser alimentados duas vezes por dia (ao meio-dia e no início da noite). Já para os filhotes a indicação é de que recebam ração quatro vezes ao dia (de manhã, ao meio-dia, de tarde e no início da noite). Nos dois casos eles devem ganhar água à vontade.


10 dicas de Salomão

. Nunca dê doces e alimentos com temperos fortes.
. Leve-o ao veterinário para verificar os níveis de glicose e colesterol.
. Dê água à vontade para seu animal.
. O ideal é que sejam alimentados somente com ração. Mas se for oferecer outro alimento, opte por carne magra cozida com pouco sal.
. Evite dar leite. Ele pode ficar com diarreia.
. Não dê osso de galinha, pois ele é facilmente engolido pelos animais, podendo perfurar o intestino. Opte por ossos grandes e de bovinos.
. Desconfie de rações baratas. Dê preferência às que custam a partir de R$ 8,00 o quilo. Estas são de qualidade garantida.
. Iscas de carne, ossos de cartilagem, bolachas vitaminadas e outros  alimentos para animais encontrados em veterinárias estão liberados, mas não diariamente. Use-os como recompensa.
. Dê sempre a mesma ração para seu bichinho. Caso ele enjoe, faça a troca aos poucos, misturando a marca antiga com a nova.  . Fique de olho: se seu bichinho estiver com lesões na pele, magro, dificuldade para enxergar e bebendo muita água é provável que ele sofra de diabetes. Neste caso, procure um veterinário para confirmar e tratar a doença.





Alimentação inadequada a cães e gatos não causa diabetes, mas potencializa os efeitos da doença. Já uma alimentação errada contribui para que seu bichinho desenvolva colesterol alto e obesidade.








EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 136 - junho de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601