linda insta

Reportagens EDIÇÃO 32 - DEZEMBRO 2009

Chefia na juventude


Cada vez mais os cargos de liderança estão sendo ocupados por jovens

 

Quando se fala em alguém que ocupe um cargo de chefia logo vem à cabeça a imagem de uma pessoa de meia idade ou já com os cabelos embranquecidos pela experiência. Entretanto, cada vez mais os jovens estão se sobressaindo nas empresas e ganhado um voto de confiança para dar uma nova cara aos postos de comando. Chegar ao topo em uma carreira com certeza é o sonho da maioria dos profissionais e quando ele é alcançado antes dos 30 anos a felicidade é ainda maior.
O gerente da Afubra/Cachoeira, Fábio Renato da Silva é um dos que conquistou a liderança ainda jovem. Até os 17 anos de idade ele dedicava-se exclusivamente aos estudos e à lavoura de fumo, ajudando seu pai no cultivo da planta no interior de Vera Cruz. Determinado, ele decidiu que poderia alçar voos mais altos e foi procurar outra atividade em que pudesse ter um crescimento profissional. Antes mesmo de concluir o ensino médio, Fábio conquistou a vaga de repositor na Afubra/Santa Cruz do Sul. Estava dado o primeiro passo do menino que se tornaria o mais jovem gerente de uma das lojas da empresa, aos 23 anos de idade. Hoje, com 28 anos, Fábio coordena uma equipe de 25 colaboradores de diversas idades, inclusive alguns bem mais velhos que ele. "Acredito que idade não é empecilho para nada. Sempre busquei para minha equipe pessoas que tenham sonhos, assim como eu, e mesmo nas pessoas com mais idade busco aquelas que têm um espírito jovem", observa.

Fábio lembra que apenas uma vez foi alvo de brincadeiras por ser jovem. "Fomos para um encontro com produtores em Três Vendas e um dos associados ao me ver falou – “Achei que iriam mandar um gerente mais velho, mas mandaram um guri”. Ele conta que nunca teve medo de desafios e que o crescimento dentro da empresa chegou através de muita determinação. "Valeu a pena todo o esforço e sigo sempre buscando novos desafios. O dia em que acordar e achar que tudo é suficiente, não terei mais motivação nenhuma para trabalhar", conta ele. Fábio é acadêmico do sétimo semestre do curso de Administração na Ulbra/Cachoeira. É casado há sete anos com Carla Wink e pai da pequena Lavínia, de dois anos e 10 meses.


 

Fabio da Silva: sucesso ainda na juventude o desafia a buscar sempre mais crescimento 

 

 


PÉS NO CHÃO – Quem não sonha com a oportunidade de crescer dentro da empresa que trabalha? A maioria das pessoas certamente dirá que este é seu grande objetivo, mas para o financiário Fábio Atarão ter a certeza de estar preparado para ser gerente de uma agência de crédito falou mais alto e na primeira vez que o convidaram ele não aceitou. Foi somente no segundo convite que ele decidiu assumir o desafio de ser gerente da unidade da zona norte do Sicredi de Cachoeira do Sul. Hoje, com apenas 28 anos, ele coordena uma equipe de 10 colaboradores e tem cerca de 1,2 mil associados à cooperativa.
“Não aceitei o convite na época porque achava que ainda não estava preparado por ter pouca experiência, mas aprendi que as oportunidades proporcionadas não podem ser desperdiçadas e resolvi aceitar o desafio", confessa ele. Para Fábio, sua juventude não o atrapalhou na hora de assumir o cargo e liderar a nova equipe. Ele destaca que trabalhar com pessoas que o respeitam e sabem claramente a condição hierárquica são fundamentais para manter a harmonia. Fábio é casado há um ano com a arquiteta Luciane Saldanha e não tem filhos.


Fábio Atarão: juventude não atrapalhou na hora de assumir um cargo de liderança



Elas também são jovens e chefes



Encontrar pelas ruas uma mulher bonita, jovem e com uma pistola na cintura não é algo muito comum. Ainda mais quando essa mulher também é responsável por cinco delegacias em três diferentes cidades. Assim é a rotina da delegada de polícia Fabiane de Vargas Bittencourt, 28 anos, 10 meses de profissão. Formada em Direto pela Ulbra/Cachoeira, ela correu muito atrás do objetivo de ser delegada. Hoje Fabiana coordena as duas maiores delegacias da região e uma equipe de mais de 40 pessoas, a maioria homens. Em seu grupo de trabalho, dividido entre a 1ª Delegacia de Polícia de Cachoeira do Sul, Delegacia de Santana da Boa Vista e de Caçapava do Sul, além do Posto da Mulher de Cachoeira do Sul e Caçapava do Sul, Fabiane é a mais jovem de todos. Apenas os estagiários têm menos idade que ela.
Nestes meses de trabalho ela vem conseguindo mostrar o seu potencial e conquistando a confiança dos demais policiais e também da comunidade. Ela acredita que a pouca idade até facilita e que as novas ideias são sempre bem aceitas pelo grupo. Fabiane relembra que logo que começou a trabalhar em Cachoeira ouvia seguidamente as pessoas dizerem: "Nossa, eu te vi criança e agora tu já és delegada". Para driblar a desconfiança quanto à idade, ela afirma que firmeza nas decisões é fundamental tanto para o tratamento com a equipe quanto os criminosos. Ela é casada com o policial civil Gustavo Gonçalves e é mãe de Júlia, 11 anos.


Fabiane: firmeza nas decisões é fundamental para garantir o respeito da equipe e também dos criminosos





DE COLEGA A CHEFE – A secretária executiva Fernanda Eccel, 29 anos, não imaginava que de colega de um grupo de sete pessoas que atuam no Sindicato do Comércio Varejista de Cachoeira do Sul (Sindilojas) Vale do Jacuí, passaria a ser chefe da equipe. Desde o último mês de julho, ela que iniciou em 2002 como auxiliar administrativa, é a secretária executiva de uma das entidades sindicais mais atuantes do município. Para Fernanda, aceitar o novo cargo não foi nenhum problema. Como colaboradora mais antiga da casa, conhecia cada um dos colegas desde o seu primeiro dia de serviço, o que ajudou bastante no relacionamento entre eles. Quanto à promoção que recebeu, Fernanda acredita que a oportunidade tenha surgido pela sua dedicação à entidade e por ter sempre aceitado os desafios que lhe foram dados.



Fernanda: comprometimento com a entidade a fez conquistar o cargo de chefia




A missão de ser chefe antes dos 30



. Chefiar colegas

Você virou gestor dos seus colegas e, entre eles, há amigos seus. Como estabelecer os limites entre a relação pessoal e profissional? O melhor é deixar claro, que amigos, amigos, negócios à parte. Dar tratamento diferenciado nas questões de trabalho, então, nem pensar.

. Entender o que é ser chefe
Chegar ao alto escalão implica que o seu trabalho passa a ser, também, garantir que outras pessoas trabalhem bem e de maneira produtiva. No entanto, muitos jovens executivos têm dificuldade em delegar certas funções que, no cargo anterior, eram suas. O pior líder é o que, em vez de liderar, tenta fazer tudo.

. Lidar com gente mais velha e mais experiente
Existem diversas maneiras de driblar, por meio do comportamento, a aparência às vezes juvenil. Demonstrar o domínio de assuntos técnicos e impostar a voz são boas táticas. Se vestir de acordo com a posição ocupada também ajuda bastante.

. Liderar diferentes perfis
Um mesmo time pode reunir pessoas com personalidades muito diversas e às vezes é necessário ser um tipo de chefe para cada uma delas. Na prática, isso significa descobrir o maior talento de cada funcionário e a maneira de fazê-lo dar o melhor de si.








BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601