linda insta

Reportagens EDIÇÃO 28 - AGOSTO 2009

Check-up geral


Fazer uma revisão na saúde das crianças é fundamental para ter certeza que está tudo bem

 

Prevenir é melhor que remediar e quando se trata de saúde o ditado popular deve ser levado ainda mais a sério, especialmente a saúde das crianças. Levar o filho para um check-up é uma boa saída para os pais ficarem tranquilos a respeito do bem-estar dos pequenos. A dúvida é: quais profissionais devem ser consultados? O filtro para saber se a criança é candidata a uma orientação mais especializada é o pediatra. Ele poderá verificar se a saúde dela está em dia, encaminhar ao médico adequado, se preciso, e assim evitar problemas no futuro. Saiba quando decidir procurar um especialista para dar uma checada se está tudo ok com a criança.



 


Saúde em dia: diagnóstico precoce pode evitar dores de cabeça no futuro



 


Oftalmologista


Já na maternidade, o recém-nascido deve fazer o teste do olhinho, procedimento que diagnostica diversas deformações como catarata congênita e doenças da retina. Depois, a criança volta apenas aos dois anos, se os pais e o pediatra não notarem nenhum problema antes. Os sinais de alerta são: dores de cabeça, franzir os olhos, chegar muito perto da TV ou do caderno para enxergar e tampar um dos olhos para ver melhor.

 

Dentista


A primeira consulta deve ser feita quando começarem a surgir os dentes. O especialista orientará sobre higiene, cuidados com a alimentação e uso correto de chupeta e mamadeira. A criança deve voltar a cada seis meses. Se não houver cáries, o dentista faz a limpeza e aplica flúor. Se o bebê sofrer um trauma e perder dentes, deve ser levado imediatamente ao dentista.


 

Fonoaudiólogo


Deve ser consultado se por volta dos três anos a criança tiver alguma alteração ou dificuldade na comunicação, como um atraso no desenvolvimento da linguagem, língua presa ou se roncar, respirar pela boca ou ter problemas de motricidade oral (sucção, mastigação, deglutição, respiração e fala).

 

Ortopedista


Geralmente por volta dos dois anos, quando a criança começa a andar, é possível perceber o alinhamento dos membros. Se ela não tem equilíbrio, cair exageradamente ou apresentar desvios do membro inferior é hora de procurar o médico. A postura também deve ser observada: um lado dos ombros mais alto que o outro, uma inclinação ou assimetria da cintura, por exemplo, pode denotar problemas na coluna.

 

Otorrinolaringologista


A incidência de perda auditiva é de um a dois casos para cada mil nascidos vivos. Por isso, ainda na maternidade todo bebê deve fazer o teste da orelhinha. Se com o passar do tempo a criança apresenta atraso na fala, não pronuncia palavras após os dois anos ou não forma frases aos três, é bom fazer uma avaliação audiométrica. Entretanto, especialistas afirmam que é interessante que toda criança passe ao menos por uma consulta, mesmo sem sintomas.

 

Pneumologista


O motivo mais comum para procurar esse especialista são sintomas de asma, doença crônica mais frequente na infância e que atinge entre 15% e 20% da população infantil. Sinais de alerta: tosse, chiado, falta de ar e uma sensação de aperto no peito. Durante a consulta o especialista pode identificar doenças respiratórias em geral, asma, alergias, pneumonia, tuberculose e até apnéia do sono.

 

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601