linda insta

Reportagens EDIÇÃO 27 - JULHO 2009

Senta, rola, deita!


Cachorros podem sim ter um bom comportamento

 

Quem tem um animal de estimação sabe: por mais que o ame, alguns comportamentos descontrolados dele podem tirá-lo do sério. É sofá rasgado, sapato destruído, as necessidades que são feitas no lugar errado, enfim, atitudes do bichinho que não agradam em nada seu dono. A boa notícia é que dá para fazer os cachorros entrarem na linha, mesmo que ele não seja mais um filhote. Confira as dicas do adestrador Mauro Gilberto da Silva, 45 anos de idade, sendo 17 de profissão, e dê adeus à malcriação dos cachorros.



 

Aprendizado: o segredo para o cão aprender os truques é sempre a repetição



 

. Chega de pulos


Seu cão tem a mania chata de ficar pulando em você? A solução é falar com seriedade sem ceder às brincadeiras. “O bicho faz isso para chamar a atenção, então experimente empurrar a cabeça dele e dizer com tom ríspido para ele não pular. Faça isso várias vezes e verá que aos poucos ele aprende a ficar com as quatro patas no chão, mesmo quando quer festejar a chegada do dono”, explica Gilberto.

 

. O sofá não é dele


Não gosta que seu cachorro se instale pelos sofás e poltronas da casa? Então para ele parar de subir no móvel, dê um tranco na co-leira a cada vez que ele começar a escalada. “Faça isso sempre mostrando as mãos e repita várias vezes – não é para subir”, orienta o adestrador. De acordo com Gilberto, truques como posicionar pedaços de fitas adesivas com a parte colante para cima para fazer com que o contato com o pelo seja desagradável não farão ele parar de subir no sofá, pois o cão não entenderá a mensagem.

 


. Marque o território


Acostumar o bichinho a aliviar as necessidades no local apropriado é um desafio. O ideal é começar a incentivá-lo a usar o mesmo lugar desde os dois meses de idade. “Forre um espaço com várias folhas de jornal e 20 minutos após dar água e comida o leve pra lá. Faça isso por 20 dias. Aos poucos vá diminuindo as folhas de papel até chegar a somente três. O cão associará em menos de um mês que aquele é o local certo para fazer as necessidades. O mesmo procedimento pode ser feito na rua”, ensina Gilberto. “Só não esqueça que assim como os seres humanos, os cães também não têm hora certa para evacuar, portanto não queira torná-lo escravo de um hábito difícil de cumprir”, completa o adestrador.

 


. Fim do chororô


Muitos cachorros destroem a casa quando ficam sozinhos. Se o seu é um desses, brigar não adiantará nada. Experimente deixar um rádio ligado. “Ao ouvir as vozes, o cão se sentirá mais calmo e assim não vai procurar nada para morder”, ressalta Gilberto.

 


. Filhotes fofos


Quando o bicho ainda é pequeno, coloque-o para dormir dentro de casa. “Se ele chorar durante a noite, experimente esfregar um pano em uma cadela e deixá-lo junto ao filhote. Ao sentir o cheiro que lembrará o de sua mãe, ele ficará calmo e sem chorar”, observa Gilberto.

 


. Lado a lado


Na rua, o bichinho deve ficar colado ao dono. Para acostumá-lo treine uma semana no pátio da casa. A cada vez que ele tentar se afastar, puxe a coleira e diga para ficar junto. Toda a vez que o cão cumprir uma ordem faça um carinho como recompensa. Não dê comida como presente por ter se portado bem. “Se você acostuma com comida, como fará ele obedecer quando estiver na rua e sem nada para ele comer? O ideal é sempre recompensar com carinho”, ensina o adestrador.


 

 

"Qualquer raça e em qualquer idade o cão pode ser adestrado mesmo por seu dono, mas é necessário muita paciência e quanto mais velho, mais difícil de ensinar será"
Mauro Gilberto da Silva







EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 136 - junho de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601