linda insta

Reportagens Edição 02 - JUNHO/2007

Organize sua vida


Equilíbrio profissional e pessoal é a chave para o sucesso, apontam os especialistas no assunto


Você já parou para pensar se está equilibrando bem o tempo e o valor dedicado à sua carreira e à sua vida pessoal? A organização e definição de metas é considerada pela maioria dos especialistas a chave para o sucesso e satisfação na vida. A organização contribui para o desenvolvimento de critérios sobre prioridades e o trabalho é agilizado quando se cria e se desenvolve métodos práticos e simples contribuindo para sobrar tempo para si próprio. O desequilíbrio entre a vida pessoal e profissional causado pela má-administração do tempo e desorganização para cumprir compromissos é um problema crônico que aflige os profissionais da maioria das empresas no Brasil e em outros países.
A pressão por resultados, a diminuição do tempo para entrega dos trabalhos e o volume de atividades que se acentuaram nos últimos anos levaram a uma sobrecarga no dia-a-dia e maior demanda de dedicação dos profissionais à empresa, inclusive em horas e dias de folga. Assim, o prejuízo acaba recaindo sempre sobre a vida pessoal. O grande problema desse desequilíbrio é que além do trabalho, esses profissionais têm múltiplas funções a desenvolver. São pais, cônjuges, amigos, filhos, irmãos e cidadãos. Também precisam cuidar do corpo, da mente e do espírito. No entanto, o dia tem as mesmas 24 horas para todos e para tudo o que cada um quer ser. Daí a importância da organização do tempo. Mas o que fazer para garantir esse equilíbrio?
A especilista em gestão pessoal, psicóloga Lísia Noal Vieira da Cunha, ensina que o mais importante é manter o foco no que se quer e definir estratégias para cumprir os projetos sem se descuidar de nenhum dos setores da vida. "O equilíbrio está em saber qual é dose de energia ideal a ser dispensada no trabalho. Ter paixão pela profissão é fundamental, e existem momentos em que pode ser necessário colocar mais energia nessa atividade, como, por exemplo, no lançamento de um produto, finalização de um projeto ou fusão corporativa. Entretanto, o problema surge quando esses momentos tornam-se freqüentes", explica a psicóloga.


"Manter o foco no que se quer e definir estratégias para cumprir os projetos sem se descuidar de nenhum dos setores da vida é a saída para manter o equilíbrio"
Lísia Noal Vieira da Cunha


Divisão desproporcional
Uma pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral de Belo Horizonte revelou que os executivos brasileiros são workaholics (pessoas viciadas em trabalho) e dedicam um tempo desproporcional à profissão: eles gastam 71% do seu tempo e 74% de sua energia com a carreira. O resultado é óbvio: insatisfação e problemas pessoais. Já 66% dos entrevistados estão insatisfeitos com esta distribuição, 70% percebem insatisfação do cônjuge e 30% notam indiferença. "Não existe um cabide mágico em que a gente pode deixar os problemas pessoais ao entrar no trabalho. E nem dá para pendurar nele os aborrecimentos da carreira profissional quando chegamos em casa. Por outro lado, para evitar ser engolido pelos problemas, é necessário estabelecer metas", comenta Lísia. Algumas medidas simples podem ser tomadas para manter o equilibrio, como não acessar a caixa de e-mail em casa, não começar um projeto na sexta-feira, trocar de roupa quando sair do trabalho e reservar 30 minutos do dia para si mesmo. Com isso, tudo pode ser mais fácil para atingir o equilíbrio.


Vida pessoal de lado
A percepção de que é preciso tomar medidas para equilibrar a vida pessoal com profissional chega a cada um de modo bastante específico. Pode vir de forma lenta e gradual, com a mudança paulatina de hábitos e estilo de vida, ou como uma ruptura, provocada por algum choque ou susto, como um problema de saúde próprio, de um amigo ou de um familiar, pela percepção de que o casamento fracassou pelo pouco tempo que se dedicou a nutri-lo, pelos problemas com filhos adolescentes, entre outros. "O sinal mais evidente de que está precisando se organizar é quando percebemos que não nos damos mais conta dos nossos sonhos, dos nossos ideais, dos nossos desejos. Por exemplo, quando perdemos o controle do dinheiro ao entrar no negativo meses e meses consecutivos", orienta Lísia.


Dicas para aumentar a qualidade de vida
1) Cuide da sua saúde, faça check-up regularmente
2) Relacione-se bem com as pessoas que ama e com os amigos
3) Reconheça seus limites. Gerencie o tempo para aproveitar melhor o seu dia
4) Faça concessões a si mesmo
5) Não dê muita importância a seus erros: aprenda com eles
6) Confie em você e na sua capacidade de adaptar-se às mudanças e inovar
7) Tire férias regularmente
8) Tenha consciência de sua competência profissional
9) Saiba "vender" seu trabalho e suas habilidades, muitas vezes esquecidas
10) Peça ajuda para solucionar problemas
11) Leia, ouça música, assista a um bom filme e caminhe despreocupadamente para reduzir o estresse
12) Viva com paixão






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601