linda insta

Reportagens EDIÇÃO 18 - OUTUBRO 2008

Segredos de ouro


Conheça um pouco mais sobre esse metal precioso que faz a cabeça das mulheres


Comprar jóias em ouro, mais do que um capricho em nome da vaidade, significa um investimento em uma peça que lhe acompanhará por toda a vida. A primeira informação referente a uma jóia que se ouve falar é quantos quilates ela possui. Mas afinal, o que quer dizer isso? Na verdade poucos conhecem o significado dessa referência. Para quem ficou se perguntando, o proprietário da Trommer Jóias, joalheiro Marcos Trommer, 45 anos de idade e 26 de profissão, faz o esclarecimento.

 

18 quilates

Segundo Trommer, o tipo de ouro mais usado no Brasil é 18 quilates, ou seja, a liga que contém 75% de ouro e 25% de outros metais, que pode ser cobre, prata, ferro, zinco ou outros. O tipo de metal adicionado tem o poder de transformar a cor do ouro. Por exemplo, o ouro rosa possui cobre misturado à liga.



 


Alianças em ouro 18 quilates
R$ 3. 870,00 par







 

Cores: com a adição de metais é possível fazer ouro, por exemplo, nas cores rosa e verde
R$ 2,2 mil par








 

Ouro branco ganha essa cor característica por ter mistura de prata
R$ 2.760,00 par









 


24 quilates
Quando se tem 100% de ouro temos o 24 quilates. Esse tipo não é utilizado na fabricação de jóias por ser difícil de trabalhar. Só é encontrado nos lingotes utilizados para depois ser feita a mistura que originará as jóias. Ele é usado em instrumentos científicos, na indústria eletrônica e principalmente como lastro monetário, na forma de barras e lingotes.

 

12 quilates
Muito apreciado por imigrantes da região de Santa Cruz do Sul, o 12 quilates possui 50% de ouro e o restante de metais diversos. Ele tem uma cor característica, mais esbranquiçada que o ouro 18 quilates. Na realidade, o nome correto é ouro 10 quilates.


14 quilates
Muito usado nos Estados Unidos, quase não é encontrado no Brasil.

 

22 quilates
Conhecido como ouro árabe, é muito usado pelos povos dessa etnia.



 


Comprar jóias em ouro já foi visto como sinônimo de investimento. Entretanto, não é bem assim. Jóias desse tipo significam somente uma aposta na durabilidade e beleza das peças. “Na década de 80, quando o dólar desvalorizava diariamente, foi vendida a idéia de que investir em jóias era seguro. No entanto, o que é seguro é investir em ouro. no preço final da jóia estão incluídos os lucros de quem produziu e também despesas de várias ordens, como o acréscimo de quem comercializou o ouro. Muitos ainda trazem pedras em seu design, o que também pode fazer perder valor. Portanto, dificilmente alguém conseguirá vender pelo mesmo valor pago na hora compra”, alerta Trommer.








 

Jóias em ouro são consumidas em grande parte por mulheres maduras. Pelo custo ser alto, as mais jovens, que preferem quantidade para poder variar, acabam optando por bijuterias.




Onde encontrar: Trommer Jóias

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601