linda insta

Reportagens Edição 185 - Dezembro de 2023

Estética íntima


“Através do meu trabalho, busco resgatar a autoestima e entregar um resultado que permita às mulheres visualizarem o rejuvenescimento íntimo”. Karen Sousa

Que tal uma “pepeca” mais clarinha?

 

Ter a região da pepeca escura incomoda muitas mulheres, mas agora tem solução. Investir na estética íntima pode não ser tão comum para muitas pessoas. Mas a verdade é que esses procedimentos têm um conjunto de benefícios: além da melhora no desempenho sexual, eles contribuem para a autoestima e o bem-estar, melhoram o clareamento e a flacidez na região e ativam a oxigenação da pele e da circulação. 

 

Karen Sousa, 37, farmacêutica PhD em Biologia Celular e Molecular e especialista em harmonização facial e íntima, afirma que o escurecimento é um dos fatores que mais incomoda as mulheres. “É um processo natural do organismo feminino, que acontece devido ao excesso de produção de melanina. Outras questões também colaboram com o escurecimento, como infecções, alterações hormonais e aquecimento da região com o uso de roupas apertadas”.  

 

 

Sem dor e sem agulhas 


A profissional destaca que seus procedimentos são realizados com técnicas diferentes e que não incluem as já conhecidas técnicas a laser ou peeling. “O método que realizo consiste em mesclas medicamentosas, protocolos feitos individualmente para cada paciente. Estas mesclas são injetadas no paciente através de uma caneta que age sob pressão”, explicou. 

 

Dessa forma, Karen garante que o tratamento étotalmente indolor e que não gera nenhum tipo de desconforto, sendo possível alcançar as células que desencadeiam o processo de escurecimento sem precisar utilizar agulhas e sem agredir a pele.  

 

Além disso, o procedimento não requer cuidados específicos após a sua realização. “Nas primeiras 24 e 48 horas, a pele pode ficar mais avermelhada, pois estamos falando de um tratamento que irá atingir a camada dérmica, que é altamente vascularizada. Mas isso não impede que a pessoa siga a sua rotina normalmente”, disse. 

 
 
Faz bem para 
a autoestima 
 
Segundo Karen, são muitos os relatos que recebe de mulheres envergonhadas com o próprio corpo, em razão do escurecimento da região íntima, especialmente quando chega o verão. “Muitas perdem a vontade até mesmo de tirar férias, ir para a piscina ou para a praia. Sem falar da absurda vergonha que sentem do companheiro”, contou. 
 
Os procedimentos de harmonização íntima possuem pouquíssimas contraindicações. Podem ser realizados em mulheres em menopausa e pós-parto. A única ressalva são mulheres gestantes e lactantes, para evitar que os medicamentos injetados sejam passados para o bebê através do cordão umbilical ou através do leite, no caso dos lactentes. 





EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 190 - Junho de 2024

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9644 - (51) 3722-9600