linda insta

Reportagens Edição 182 - Setembro de 2023

Seu pet transmite vermes?


Lucas Proença Dahlke é médico infectologista e atua desde 2017

Sinais de fraqueza podem indicar  que você “pegou” o parasita

 

Esquecer de proteger nossos pets contra parasitas, significa que podemos estar correndo perigo também. Quase todos os bichinhos de estimação serão afetados por vermes em algum momento da vida, e por isso, fazer uso de vermífugos por parte dos animais e também dos moradores da casa é a melhor maneira de ajudar a combater esses passageiros indesejados.

 

Prevenir que os pets contraiam a doença é também uma forma de reduzir os riscos para as pessoas, pois alguns dos parasitas que afetam os animais, como a giárdia, por exemplo, podem provocar doenças em toda a família.  

 

“Além das formas de transmissão já conhecidas, que envolvem a falta de saneamento básico e de cuidados higiênicos, bem como o contato ou a ingestão de alimentos ou água contaminados, uma pessoa também pode contrair vermes através do contato com as fezes do animal de estimação. São as chamadas zoonoses”, alertou o médico infectologista Lucas Proença Dahlke, 38. 

 

 

Sintomas e tratamento 
Dor abdominal frequente, inchaço na barriga, fraqueza, gases em excesso, dentre outros sintomas, são sinal de que você pode estar com vermes. As verminoses são doenças parasitárias provocadas por vermes que se abrigam no intestino.  

 

Para diagnosticar, é preciso fazer exames laboratoriais, como o de fezes e de sangue, com o objetivo de descobrir o verme causador da doença. Para o tratamento, podem ser usados vermífugos que agem contra diversos tipos de vermes. Já a prevenção, envolve o saneamento básico, a limpeza e armazenagem adequada dos alimentos, o consumo de água filtrada e o hábito de lavar as mãos. 

 

“Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a prevenção com uso de vermífugo deve ser feita anualmente em áreas com mais de 20% de prevalência (proporção de pessoas que têm a doença em um determinado momento e local). Também deve ser realizada duas vezes por ano, onde a prevalência for maior que 50%, principalmente em crianças em idade escolar. Fora essas orientações, não há indicação de uso de vermífugo regularmente”, orientou Lucas.  

 

 

! Atenção para o hábito de roer unhas – ele é muito prejudicial para a saúde! Além de poder causar infecções, encravamento e até a perda da unha, o contato direto entre a boca e a mão, se estiver contaminada, aumenta a chance de contrair vermes e bactérias.  






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 190 - Junho de 2024

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9644 - (51) 3722-9600