linda insta

Reportagens Edição 172 - Outubro de 2022

Não espere pelo tumor palpável!


“Após os 40 anos, é recomendado incluir a mamografia em exames de rotina e, em casos de mamas densas, complementar com ultrassonografia mamária”. Morgana Trindade Pacheco

Exames de rotina podem detectar o câncer no estágio inicial

 

 

O câncer de mama é um assunto preocupante, e falar sobre ele, naturalmente, desperta gatilhos que trazem medo e negação. Morgana Trindade Pacheco, 49, médica radiologista especialista em Mama, afirma que a descoberta precoce, antes mesmo dos tumores serem palpáveis, contribui para diminuir o índice de mortalidade nas mulheres e reduz os tratamentos mais agressivos, como a quimioterapia, tão assustadora pelos efeitos colaterais, como a queda dos cabelos, unhas, mal-estar e a perda da mama. 

 

“O câncer de mama não escolhe idade, cor de pele ou classe social. Nos últimos anos, a incidência em mulheres abaixo dos 50 anos aumentou para 20%. Portanto, cuide-se! O exame deve ser realizado dos 40 aos 75 anos, anualmente, conforme recomendação do Colégio Brasileiro de Radiologia, Sociedades Brasileiras de Ginecologia e Mastologia. E se a mulher tem boa saúde e expectativa de vida maior que cinco anos, também não deve parar de fazer seus exames de rotina”, diz. 

 

 

Diagnóstico rápido  

Segundo Morgana, o diagnóstico rápido de mama, método realizado em Porto Alegre, acelera a resposta em casos suspeitos. Ela explica que o ginecologista ou mastologista, de qualquer cidade do estado, ao identificar a possibilidade da existência do tumor, pode encaminhar os exames para biópsia. Os resultados saem em aproximadamente 36 horas. “É uma forma de agilizar esse processo, pois, no método convencional, o resultado sairia de sete a 10 dias, podendo levar até um mês, em alguns laboratórios”, destaca. 

 

De acordo com a médica, esse é um fator determinante, pois o tempo ganho nesse processo possibilita iniciar o tratamento mais rápido e, consequentemente, as chances de resultados positivos são maiores. “Quando é identificada a suspeita, uma série de exames são pedidos à paciente, como raio-x, eletro e ressonância. É um período delicado, em que ela já está fragilizada pela situação, e, assim, ela pode realizar todos os exames em um único dia, recebendo os resultados em, no máximo, uma semana. Essa agilidade traz esperança ao tratamento”, afirma.   

 

 

Alerta!
Estudos recentes apontam que, quando começa a campanha do Outubro Rosa, a procura pela realização de exames chega a 39% nas mulheres brasileiras; índice ainda considerado baixo quando se fala em prevenção.  






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 189 - Maio de 2024

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9644 - (51) 3722-9600