linda insta

Reportagens Edição 165 - Março de 2022

O poder da mulher de 50


“Os 50 anos me trouxeram a confiança e o amor-próprio”

Geração “invisível” para muitos reinventou-se com vitalidade e independência 

 

 

Para muitas pessoas, a chegada dos 50 anos provoca a famosa “crise da meia-idade”, despertada por uma série de preocupações que fazem a vida parecer uma montanha-russa de emoções. Para outras, no entanto, a idade vem acompanhada de experiências incontáveis, capazes de revelar um protagonismo, até então, desconhecido.  

Para nossas mulheres entrevistadas, essa fase da vida, em especial, tem dado força para um sentimento importante: a autoconfiança! Assim, permitem-se olhar para um futuro com plenitude, sonhos e expectativas – longe de estereótipos e tabus que envolvem a geração das cinquentonas.  

 

 

O que elas contam

“Pensava que aos 50 eu já seria uma senhora”

Simone Canto, 51, auxiliar administrativa 

 

“Sempre tive uma vida muito regrada. Fui casada durante 30 anos e me separei aos 50. Foi nessa idade que descobri a vida e o amor-próprio e entendi que não posso esconder o meu corpo e quem eu sou”, conta Simone Canto, mãe de dois filhos. 

Para ela, o avanço da idade é encarado com muita naturalidade. “Acredito que o que me define não é um numeral, e sim os meus pensamentos. Me sinto aberta para mudanças e acredito que hoje estou mais preparada para seguir os desafios que a vida me traz”, diz. Ela revela, ainda, que não celebrou seus últimos dois aniversários como gostaria devido à pandemia da covid-19, mas afirma que neste ano a comemoração dos 52 vai ser em grande estilo. 

Contudo, Simone conta que se enxergar dessa forma foi uma surpresa até mesmo para ela. “Pensava que aos 50 eu já seria uma senhora e que não faria as coisas que faço hoje, como ir na academia e sair com as amigas. Mas agora entendo que tenho amadurecimento suficiente pra ser feliz e não me importar com o que os outros pensam. Não é porque tenho mais de 50 que tenho que ser aquela ‘velhinha’ que anda de cabeça baixa, que não pode se maquiar ou vestir certas roupas”, explica.  

 

Para ela, esta é a sua fase mais feliz. “Se eu encontrar um companheiro, sei que vou viver ainda mais intensamente. Mas, por enquanto, posso dizer que estou com tudo! Me sinto amada, desejada e empolgada com a vida”.  

 

 


“Chegar aos 50 foi como receber um certificado de mulher de verdade” 


“Já não tenho mais o corpinho de princesa, mas acredito no meu coração de rainha” 

Sandra Helena Dietrich Calegari, 51, educadora

 

“Quando cheguei aos 50 percebi que já tinha passado da metade da minha existência. Então, pensei: ‘Bora’ aproveitar com alegria e leveza o que me resta. No dia do meu aniversário, especificamente quando acordei e me dei por conta que estava completando 50 anos, parecia que eu estava recebendo um certificado de mulher de verdade. Perdi o medo e me senti muito mais madura, e isso se deve a minha personalidade brincalhona e descontraída. Rir da gente mesmo é o melhor antídoto contra o estresse”, afirma. 

 

No entanto, a educadora conta que não imaginava que a idade daria sinais tão cedo. Ela passou a percebê-los já aos 40 em função de problemas de saúde, dores no corpo e a necessidade de medicações. “Isto abalou a autoestima. Eu estava acima do peso e deixando a desejar no cuidado com a minha aparência. Hoje, a realidade é diferente. Minha vida financeira me permite mais recursos para que eu possa me cuidar”. 

 

Ainda assim, Sandra garante que não tem medo de envelhecer. “Confesso que me sinto desconfortável para usar algumas roupas, como minissaia, peças mais transparentes e roupas íntimas mais ousadas. Mas entendo que tudo tem a sua fase e não me sinto incomodada com isso.  

 

 

Na vida amorosa, a educadora revela que a rotina com seu esposo segue princípios que iniciaram na época de namoro e que se perpetuam mesmo após 34 anos de relacionamento. “Tenho um esposo romântico, que ainda manda flores, abre a porta do carro e que não me deixa sair sem o beijo de despedida”. 

 

 

“Velhofobia”, você sabe o que é? 

A expressão está associada ao medo de envelhecer e a qualquer tipo de preconceito relacionado ao envelhecimento. Conforme dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mais de 1,5 milhão de procedimentos estéticos são realizados todos os anos no Brasil, ultrapassando até mesmo os Estados Unidos. 

 

 

Dicas práticas para chegar aos 50 de forma saudável 


“Manter hábitos saudáveis melhora muito a qualidade de vida”

 

Para a nutricionista Priscila Feijó, 24, é possível garantir um envelhecimento saudável através de hábitos desenvolvidos ao longo de toda a vida. Confira alguns cuidados:  

1- Tenha uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras, proteínas de boa qualidade e cereais integrais.  

 

2- Consuma diariamente alimentos fonte de antioxidantes. Eles são capazes de prevenir o estresse oxidativo que favorece o envelhecimento precoce. Aposte em abacate, frutas vermelhas, limão, laranja, cenoura, mamão, manga, castanhas, azeite de oliva e salmão. 

 

3- Evite o consumo de alimentos ultraprocessados ricos em açúcares, gorduras e sódio, como refrigerantes, sucos de pacote, salgadinhos, biscoitos recheados, preparações congeladas (pizza, batata frita, hambúrguer, etc.), embutidos (presunto, salame, salsicha, linguiças, etc.), molhos e temperos industrializados. 

 

4- Beba bastante água! Para saber sua necessidade de consumo adequado, basta fazer um cálculo simples: 35ml vezes o seu peso (kg). Também vale saborizar a água com frutas e ervas (laranja, limão, gengibre, hortelã, chá verde e hibisco). 

 

5- Consuma alimentos fotoprotetores para prevenir o envelhecimento cutâneo: mamão, damasco, moranga cabotiá e cenoura (ricos em betacaroteno); tomate, morango, melancia e goiaba (ricos em licopeno); laranja, limão, kiwi, morango e abacaxi (ricos em vitamina C); ovos, azeite de oliva e nozes (ricos em vitamina E); chá preto, chá verde, uva, morango, chocolate amargo e cacau em pó (ricos em polifenóis). 

 

6-Pratique atividade física regularmente. Escolha uma atividade que você goste e planeje dias e horários para a incluir com regularidade na sua rotina.  

 

7- Mantenha-se com um peso corporal adequado para você tendo em vista que o excesso de peso é um fator de risco para uma série de doenças.






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 190 - Junho de 2024

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9644 - (51) 3722-9600