linda insta

Reportagens Edição 162 - Novembro de 2021

Cefaleia tensional


Fisioterapeuta Marcos Costa dá dicas para evitar a cefaleia tensional

A dor de cabeça causada pela tensão muscular  

 

A tensão e o estresse sofridos durante o dia, postura ruim, bruxismo e noites mal dormidas podem levar a uma cefaleia tensional, ou seja, dor de cabeça. Quando isso se torna frequente, abala muito a qualidade de vida e a produtividade nas tarefas mais comuns.  Geralmente, a primeira reação que temos é recorrer aos remédios, porém, muito além da medicação, é importante tratar as causas para evitar que isso se torne rotina. 

 

Fisioterapeuta há 17 anos, Marcos Costa, 40, alerta que a cefaleia tensional pode evoluir para uma cefaleia cervicogênica. “Algumas pessoas têm a dor cronicamente e nem com medicação conseguem sentir alívio. É um trabalho para ser feito com acompanhamento de fisioterapeutas, psicólogos e neurologistas”, explica Marcos. 

 

Um dos “remédios” mais importantes para combater essa doença é aquele “exercício nosso de cada dia”. Mexer o corpo, praticar atividades físicas, alongamento e uma reabilitação da postura faz com que a gente produza endorfina, o famoso hormônio do bem-estar. “A falta desta substância pode causar dores de cabeça também, por isso, precisamos da energia, que é obtida através do exercício físico”, diz Marcos. 

 

Uma boa dica do fisioterapeuta é avaliar se o nosso ambiente de trabalho ou onde passamos a maior parte do dia está adequado e nas condições propícias para evitar esse tipo de tensão. Também existem exercícios que podem auxiliar no relaxamento da musculatura. Um deles inclui mover os ombros em círculos várias vezes e alternando os sentidos e o ritmo. Alongamentos nos intervalos das atividades e massagens na região do pescoço e ombros também auxiliam no alívio das tensões.  

 

 

"O pilates é também uma das indicações de Marcos, já que mexe em todo corpo, auxiliando no alongamento e fortalecimento da musculatura, além de reeducar a postura. “Fazer apenas algumas massagens e tomar analgésicos não bastam para resolver o problema. É um tratamento disciplinar e em longo prazo”. 






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 190 - Junho de 2024

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9644 - (51) 3722-9600