linda insta

Reportagens Edição 131 - dezembro de 2018

Mente EM EQUILÍBRIO


Inteligência emocional impulsiona o sucesso profissional e pessoal

 

Com o aumento da competitividade no mercado de trabalho, as exigências profissionais e pessoais tendem a aumentar, afinal, conciliar uma dupla ou tripla jornada com a família e outras demandas não é tarefa fácil. Diante dessa realidade, desenvolver a inteligência emocional é fundamental para uma vida mais feliz e saudável.
Essa é a capacidade que o indivíduo tem de reconhecer, avaliar, compreender e expressar as próprias emoções e as dos outros, usando-as para ter pensamentos e comportamentos adequados, contribuindo para o seu crescimento pessoal, intelectual e profissional. É o que esclarece a psicóloga ANGELA SOARES DE OLIVEIRA, 25, especialista em terapia cognitivo-comportamental e especializanda em sexualidade humana, com três anos de atuação no Centro Clínico HCB.





“O gerenciamento dos sentimentos facilita a percepção dos pensamentos e proporciona reflexões e escolhas inteligentes de ações.”

Angela Oliveira



 

JOGUE A SEU FAVOR

Estudos recentes comprovam que a inteligência emocional é fundamental para o sucesso profissional, por vezes contando mais do que o quociente de inteligência (QI) e conhecimentos acadêmicos. Conforme Angela, grandes empresas já priorizam essa habilidade na hora de fazer contratações.
“Podem existir profissionais com boas qualificações e ótimo currículo acadêmico, mas que se não possuírem inteligência emocional não saberão se colocar no mercado de trabalho. O mesmo acontece com adolescentes que estudam durante anos e não alcançam boas notas em provas”, salienta.
“Não adianta ter conhecimento técnico sem conhecer a si mesmo e não saber se relacionar com pessoas”.


RAÍZES NA INFÂNCIA

Nem todas as pessoas nascem com essa capacidade, mas a inteligência emocional pode ser aprendida. “O meio em que crescemos pode desenvolvê-la ou não. Ainda assim, sempre há tempo para aprender e criar estratégias emocionais saudáveis”, enfatiza. Um dos meios de aprendizagem se dá através do tratamento psicoterápico, destaca Angela.


6 DICAS PARA AUMENTAR A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

1
Dialogue sobre emoções e sentimentos

2
Ouça as queixas e desabafos de amigos e familiares de modo a ajudá-los a enfrentar tais questões e aprender com seus exemplos

3
Exerça a empatia (ato de se colocar no lugar do outro)

4
Invista em autoconhecimento: refletir sobre nossas escolhas, habilidades, dificuldades, emoções e pensamentos para fazer boas escolhas e ter bons resultados

5
Treine o autocontrole (saber o que fazer com as suas emoções)

6
Aprenda a lidar melhor com a motivação e com as relações interpessoais

Fonte:
Angela Oliveira






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 134 - abril de 2019

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601