linda insta

Reportagens EDIÇÃO 05 - SETEMBRO/2007

A febre dos concursos públicos


Para garantir a tão sonhada aprovação é preciso muito estudo, persistência e dinheiro


Como conquistar um bom emprego, com remuneração razoável, estabilidade e sem depender de análise de currículo, entrevistas ou indicações? Só através de concurso público. Para quem busca uma oportunidade de emprego como essa, estudar é a solução. Os cursinhos preparatórios, cada vez mais lotados, provam que cresce a cada dia a procura por carreiras neste setor e com isso a concorrência também. O último concurso para agente de inspeção do Ministério da Agricultura teve uma das maiores disputas registradas nos últimos anos, com cerca de 1.800 candidatos por vaga. Entre os grandes atrativos estava a exigência apenas do ensino médio e salário inicial de R$ 3.300,00.

Estudo: cursinho preparatório para o concurso que preencherá o cadastro de reserva do Banco do Brasil


Somente as quatro maiores empresas organizadoras de concursos públicos no Brasil receberam, nos últimos cinco anos, mais de 20 milhões de inscrições. As provas são difíceis. Quem se habilita a fazer concurso como se fosse uma loteria, contando com a sorte e fazendo promessa para ver se passa, pode desistir: os professores de cursinhos preparatórios admitem que é mais fácil ganhar na Mega-sena.
O interesse pelos concursos aumentou quando as oportunidades na iniciativa privada começaram a se tornar escassas. Além disso, no setor público há um fato que não existe em nenhum outro lugar: a estabilidade no emprego, lei regida pela Constituição de 1988, que diz que os funcionários só poderão ser afastados do cargo em casos graves, como insubordinação e abandono de emprego. Hoje, os concursos também são a forma mais democrática de ascensão social, pois não discriminam cor, raça, sexo, idade ou aparência dos candidatos. Além disso, existem oportunidades para quem possui desde o ensino fundamental até o superior.

 


Persistência garante bons resultados


O jovem Rafael Severo, 25 anos, é um exemplo de que com persistência e muito estudo é possível ser aprovado em qualquer concurso público. Desde 1999, ano em que concluiu o ensino médio, ele vem fazendo concursos. Ao todo foram cinco até garantir a aprovação na Brigada Militar (BM). 

Rafael: seis concursos até garantir a aprovação


No ano passado ele foi chamado para assumir o cargo e garante que sua vida mudou completamente depois de ingressar no serviço público. “Trabalhava como cobrador de ônibus quando fui chamado para a BM, sempre havia uma certa instabilidade como em todas as empresas privadas. Hoje, me sinto seguro, além de poder desfrutar de benefícios, como planos de saúde, vale-alimentação, plano de previdência, enfim é tudo melhor”, comenta. Além disso, Rafael compara os salários dasw duas profissões. “Antes trabalhava em média 10 horas por dia e recebia um salário de cerca de R$ 400,00. Agora trabalho 44 horas semanais e recebe entre salário e gratificações, mais que o dobro dessa valor”, comenta Rafael. O plano de Rafael para o futuro é cursar Direito e prestar concurso para o cargo de capitão da BM.



Sonho de Joel é ser funcionário público

Joel: sétimo colocado no concurso para o Banrisul, mas ainda não foi efetivado


“Ainda vou conseguir”, esse é o pensamento que motiva o técnico em eletrônica, Joel Sena Oliveira, 34 anos, a seguir tentando ingressar no serviço público. Joel que já fez sete concursos, hoje está se preparando para disputar uma vaga no Banco do Brasil. “Já passei em vários, mas até agora não fui chamado. No do Banrisul, por exemplo, fiquei em sétimo lugar e seis já foram chamados. Estou na expectativa de assumir o cargo de escriturário em breve”, comenta. Ele que fez cursinho para quase todos os concursos que participou, afirma que a ajuda de um professor no aprendizado é fundamental. “Estudar sozinho é muito difícil. A minha dica para quem quer passar é frequentar um cursinho e estudar em casa nas horas vagas, mas também não adianta estudar oito ou 10 horas por dia. O ideal é estudar menos, mas só parar a hora que entendeu a matéria”, ensina. O principal desejo de Joel ao ingressar em um cargo público é o da maioria, a estabilidade e ter um salário melhor. Hoje, trabalhando como técnco em eletrônica, Joel recebe R$ 432,00 por mês.

 

Números

Apenas

10%

dos candidatos fazem curso preparatório

 

Até

R$ 1,5 MIL

O preço de um curso para cargo de nível superior na área jurídica ou fiscal

 

Até 2010, com a substituição dos terceirizados

40 MIL
vagas devem abrir só na administração direta


2 MILHÕES

de brasileiros devem se inscrever este ano para participar de concursos

 

Como existe pessoas que disputam mais de um concurso, o número de inscrições devem chegar a

5 MILHÔES

 

500 MILHÕES

É a soma das taxas de inscrição no ano

 

Dicas para ser aprovado

Se você é um dos milhares de candidatos a uma vaga no mercado de trabalho e vai encarar um concurso público, preste atenção. Fórmula mágica não existe, mas existem dicas fundamentais que podem facilitar as coisas.

1. É preciso ter persistência. Até ser aprovado em um concurso público deve se percorrer um longo caminho. Dá trabalho e dói. A pessoa vai ser reprovada várias vezes. Eu fui reprovado seis vezes antes de ser aprovado no meu primeiro concurso”.

2. Cada reprovação deve ser encarada como uma experiência e pode ser utilizada como fonte de aprendizado para a pessoa amadurecer e se sair melhor na próxima.

3. Estudar muito, mas é importante saber que ninguém começa da noite para o dia e estuda oito horas por dia. Deve se começar com 10 minutos, depois com meia hora, depois uma hora e aí vai melhorando.

4. Fazer um cursinho preparatório ajuda muito. Mas, quem não pode pagar pode conseguir bons resultados também. O candidato pode pegar as provas ou na internet ou que são publicadas pelas editoras. Há as provas anteriores e nas provas anteriores ela vai ter condições de fazer a prova e ver qual o nível em que ela está e onde ela tem que melhorar.

5. Não tente estudar toda a bibliografia recomendada: priorize os assuntos mais relevantes

6. Dedique-se às matérias que você tem mais dificuldades

7. Não desanime com os comentários desestimulantes dos concorrentes

8. Estudar pode ser uma atividade penosa, pois requer dedicação, paciência e zelo. Isso significa freqüentar cursinhos, perder festas, ficar trancado em um quarto por horas. Esse é o sacrifício para a conquista do seu futuro!

9. Leia atentamente as questões. Muitas vezes a resposta está no próprio enunciado ou em questões seguintes. Por isso, é necessária a máxima atenção. A perfeita interpretação da questão é fundamental para sua resolução. Leia-as com calma e atenção. Assim, aumentará muito as chances de acerto.

10. A prova é difícil para todos. Se começar a resolver as questões e achá-la mais difícil do que esperava, não entre em pânico. Ela estará difícil para todos. Normalmente aqueles que acham a prova muito fácil é porque nem conseguiram perceber do que, verdadeiramente, tratavam as questões. Então não esqueça: A prova é igual para todos.







BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601