Diversão EDIÇÃO 48 - JUNHO 2011

HUMOR


Economia
O velhinho judeu, nas últimas, deitado em sua cama:
- Minha esposa está aqui?
- Sim querido, estou.
- E meus filhos, todos estão aqui?
- Sim papai, todos estamos bem aqui.
- E meus netinhos queridos?
- Também estamos aqui vovô.
- Então por que a luz da cozinha está acesa?

Programa barato
O gaudério fazia muito tempo que não via uma mulher e resolveu ir ao meretrício. Chegando lá, perguntou pra guria:
- Tchê, quanto tu cobra?
- R$ 100,00.
- Mas tá louca, isso é muito caro!
- Então R$ 50,00.
- Não, não.... Eu só tenho R$ 12,00.
- É muito pouco... Por este troco, nada feito.
- Então eu te dou R$ 12,00 e o meu celular.
Ela pensou, pensou e disse: - Topo!
Foram para o quarto. Depois, o gaúcho levantou, botou as bombachas, calçou as botas e alcançou os R$ 12,00 para a guria, que falou:
- E o celular?
- Anote aí, chirua: 9999 00(xx)!

Agrado aos policiais
Duas vezes por semana, o pequeno agricultor carregava sua camioneta de mercadorias produzidas em sua propriedade e ia vender na cidade. No percurso passava por um posto da Polícia Rodoviária, onde parava e distribuía bananas, laranjas, verduras e queijos aos patrulheiros. Certo dia, ele passou com sua camioneta abarrotada em frente ao posto e não parou para dar presentinhos como habitualmente fazia. O patrulheiro pulou em sua viatura e interceptou o agricultor:
- O senhor hoje não parou em frente ao posto?
- Não parei, não!
- E por quê?
- Porque agora eu não preciso mais parar.
- Não precisa mais parar? Por quê?
- Tirei a carteira de motorista ontem.



CURIOSIDADES

. O nome da bicharada
Segundo a pesquisa da Radar Pet para o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, os nomes mais comuns dos cães e gatos brasileiros são:
Cães: Mel, Nina, Billy, Bob, Susi, Princesa e Rex.
Gatos: Mimi, Mel, Kito, Nino, Belinha, Chiquinha e Fredy.

. Tem gente que acredita que chorar é sempre ruim, pelo contrário, chorar:
. Baixa a ansiedade: pessoas que não liberam suas emoções com o choro vivem sob constante tensão e ainda têm mais chances de desenvolver asma, ansiedade e úlcera intestinal.
. Traz calma: depois de chorar a sensação é de alívio. É como se o choro esvaziasse o corpo.
. Aproxima as pessoas: as lágrimas ajudam a fortalecer relações e construir novos laços. É automático: ao ver uma pessoa chorando, transmitimos a ela apoio e compreensão.






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601