Diversão EDIÇÃO 05 - SETEMBRO/2007

Humor


E-mail errado
Um casal decide passar férias em uma praia do Caribe. Por problemas de trabalho, o homem foi antes e a mulher deixou para ir uns dias depois. Quando o homem chegou, decidiu enviar um e-mail à amada, mas errou uma letra, e enviou-o a outro endereço. O e-mail foi recebido por uma viúva que acabara de chegar do enterro de seu marido. Seu filho, ao chegar em casa, encontrou sua mãe desmaiada em frente ao computador.
Na tela lia-se:
- Meu amor: cheguei bem. Não se surpreenda em receber notícias minhas por e-mail, mas agora tem computador aqui e dá para enviar mensagens a pessoas queridas. Acabo de chegar e já me certifiquei: está tudo preparado para você vir na próxima sexta-feira. Tenho muita vontade de te ver e espero que sua viagem seja tão tranqüila como foi a minha.  Ah, sim!!! não traga muita roupa, porque aqui faz um calor infernal...



Façam fila
Carminha, aquela moça bem feiosa, infeliz, tão desajeitada que nunca tinha conseguido arrumar um namorado, foi pedir auxílio a uma cartomante.
Depois de colocar as cartas, a cartomante diz:
- Minha querida, nessa vida você não vai ser muito feliz no amor. Mas na próxima encarnação, você será uma mulher muito desejada e todos os homens se arrastarão aos seus pés.
Carminha saiu de lá muito feliz e ao passar uma ponte sobre uma rodovia, pensou:
- Quanto mais cedo eu morrer, mais cedo começará a minha outra vida!
E decidiu se atirar lá de cima da ponte. Mas, por uma incrível coincidência, a moça não morreu, porque caiu de costas em cima de um caminhão carregado de bananas. Com a queda, perdeu os sentidos. Assim que se recuperou, ainda tonta e sem saber onde estava, começou a apalpar em volta e, sentindo as bananas, sussurrou, com um sorriso nos lábios...
- Um de cada vez! Por favor! Um de cada vez!
 Façam uma fila.



Do meu lado
Um homem estava em coma há algum tempo. Sua esposa ficava com ele dia e noite. Até que ele acorda, faz um sinal para a mulher e sussura-lhe:
- Durante todos esses anos você esteve ao meu lado. Quando minha empresa faliu, quando perdemos a casa e o carro você estava comigo. E, mesmo com todos esses problemas de saúde, você nunca me abandonou. Sabe de uma coisa?
Os olhos da mulher se encheram de lágrimas:
- Diz, amor.
- Acho que você me dá azar!






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601