Diário de viagem Edição 75 - novembro de 2013

GABRIELLE EM SYDNEY


IDA: Janeiro/2013
VOLTA: Junho/2013

 

Depois de ir duas vezes a passeio para Sydney, na Austrália, Gabrielle Roedel Ghignatti, 32, resolveu voltar para ficar mais tempo e se aperfeiçoar no inglês. As 24 horas de voo foram recompensadas quando chegou e reencontrou o irmão Gustavo, 35, que já mora lá há seis anos.

 


 

Em Manly, uma das praias mais famosas de Sydney





SYDNEY –
A cidade é maravilhosa, tem infraestrutura de primeiro mundo e belezas naturais. Costumo dizer que, se existe paraíso, deve ser como lá.


AUSTRALIANOS – São educados, receptivos e tratam muito bem os estrangeiros. Também praticam muitos esportes, principalmente os aquáticos. Eles adoram os brasileiros, pois nos veem como pessoas amigas, alegres e extrovertidas. Eles ligam o Brasil ao futebol, ao samba e a mulheres bonitas.


ESTUDO –
Surpreendi-me com os métodos de ensino da escola que frequentei. Uma curiosidade é que os professores não gostam de ser chamados assim, pedem para ser chamados pelo seu nome, para não criar uma barreira ou uma hierarquia entre aluno e professor.

 

 

 


LEMBRANÇAS –
Em uma manhã, indo para a escola, pude ver um tornado no mar, na praia de Manly. Outra coisa que me chamou a atenção foram os recados e propagandas escritos no céu com fumaça dispensada por aviões.


SAIA JUSTA –
Foram muitas, mas as que mais me marcaram: na escola, o professor estava perguntado o significado de alguma palavra (ninguém pode falar outra língua que não o inglês e o professor não fala nem entende nada da nossa língua), eu estava superconcentrada e comecei a falar em português e não me dava conta de que o professor e mais ninguém estava entendendo. Só parei quando um colega brasileiro me chamou a atenção, foi motivo de muita risada. Já no supermercado, eu estava fazendo compras e pedi o que queria em português e apenas a cor em inglês! O bom é que todos levam na brincadeira e nos ajudam.


PASSEIOS – Não tem como ir para lá e não nadar nas piscinas com água do mar, localizadas em todas as praias. Estas piscinas são construídas ao lado das rochas e constantemente as ondas do mar renovam essa água. Também vale a pena conhecer países próximos, como Tailândia, Indonésia e Ilhas Fiji.


Em Darling Harbour, recebendo a visita de sua mãe, Jussara Ghignatti



Vista privilegiada: pub localizado abaixo do Opera House



Dee Way Beach, a praia onde Gabrielle morava






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601