Do amor ao sexo Edição 96 - outubro de 2015

O que passa na sua CABEÇA NA HORA H?

» Izabel Eilert (izabeleilert@terra.com.br)


Uma das maiores dificuldades das mulheres em relação ao sexo é chegar ao orgasmo. Na verdade, um terço delas têm dificuldade de chegar lá. Um número muito alto mesmo, é verdade. Existem duas coisas fundamentais para que o orgasmo aconteça: estímulo no lugar certo do corpo e o pensamento em algo erótico.

Claro que aqui estão excluídas as patologias do tipo mulheres que têm traumas de abuso sexual, doenças físicas e medicações que inibam o desejo e outros tipos de dificuldades que possam impedir a esperada resposta sexual. Falo de mulheres que teriam teoricamente tudo para ter um orgasmo e não conseguem chegar lá.

Saber como seu corpo e, principalmente, seu genital respondem ao estímulo erótico é muito importante (o que gosta, onde gosta e como gosta). Não há um padrão de normalidade, o que importa é a pessoa saber como responde melhor ao estímulo.

O que passa na cabeça na hora do sexo também é fundamental! Não tem mágica que aconteça na hora H se a pessoa estiver pensando em preocupações do tipo “Vou conseguir?”, “Não vou conseguir de novo?”, “Será que vai dar?” ou “Será que ele está cansado?”... Enfim, todo tipo de cobranças ou preocupações, até mesmo aquelas do cotidiano, se aparecerem naquela hora, vão atrapalhar muito. Você pode pensar se colocou margarina na lista do super, por exemplo, mas não na hora do sexo, pois isto a distrairia sobremaneira.

O estímulo erótico que vai levar ao orgasmo tem que estar presente na cabeça da mulher na hora do sexo. Fantasias eróticas são fundamentais para envolver o pensamento no erótico, não o pensamento concreto. Quanto mais erótico for o pensamento, mais o corpo vai reagir com respostas certas. Se o pensamento for de preocupação, o corpo reage com retraimento e tensão. É um estímulo automático.

Então, por isto é fundamental que se estiver querendo uma resposta física de prazer, a mente tem que estar conectada em pensamentos eróticos. Se não souber fantasiar, lance mão de leituras eróticas ou filmes eróticos (não necessariamente pornográficos, pois as mulheres respondem, geralmente, melhor ao que podem imaginar do que ao que estão vendo escancaradamente). São recursos que povoam o mental - o imaginário - para que este mande para o corpo a mensagem erótica correta. Estas reflexões, na sua maior parte, também podem ser aplicadas aos homens.

Lembre sempre que fantasia é uma coisa e realidade é outra. A fantasia está na cabeça e é produzida pela imaginação, ou seja, pode tudo. Já a realidade não. Então, atenção e cuidado: fantasiar não tem problema, pois é só imaginário, mas sair fazendo o que pensou, bem, aí já é outra coisa...



 

“Por isto é fundamental que se estiver querendo uma resposta física de prazer, a mente tem que estar conectada em pensamentos eróticos”.

 


Psicóloga e terapeuta sexual
 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601