Do amor ao sexo Edição 93 - julho de 2015

A receita para um BOM RELACIONAMENTO

» Izabel Eilert (izabeleilert@terra.com.br)


Qual a receita para um relacionamento a dois dar certo? Não é infrequente, na minha prática terapêutica, ouvir esta pergunta. Como se pudesse existir uma forma pronta ou como se o terapeuta tivesse uma “varinha de condão” que fizesse as dores dos conflitos dos casais desaparecerem ou uma receita para se encontrar um viver bem a dois.

A única forma que conheço é o casal se propor a investir na relação, querer mudar o que está ruim e ter como “forma do bolo” o amor. Porque, no meu entender, o afeto, o querer bem e o sentimento de amor precisam estar presentes de alguma forma. Mas existem pequenas coisas em um relacionamento de casal que podem deixar este cotidiano mais leve e a relação mais fácil de ser vivida. Aqui estão algumas dicas desta “receita”:

- Olhe para os seus erros e não para os do outro. Não existe vítima ou algoz em um relacionamento amoroso, os dois têm participação;
- Se desarme. As acusações, agressões e ofensas só levam ao desgaste mútuo e à animosidade. Dê uma trégua para as brigas. E nunca levante o tom de voz. Isto não te dará razão na discussão e sim abrirá a porta para o desrespeito;

 - Em situações de crise, avalie o quanto de passado deve ser “revirado” e revivido e mexa só uma vez, até ficar bem esclarecido e bem claro seu ponto de vista. Depois disto, “ponto final”. Vire a página;
- Tire os filhos do meio do casal: fale também de seus planos e não só os assuntos que envolvem os filhos. Não compartilhe com os filhos ressentimentos que dizem respeito ao cônjuge, pois os filhos amam os pais independentemente do que está acontecendo entre o casal;

- Tire um dia para vocês, para fazer programas de namorados. Isto mesmo! Não importa se tiverem 20 anos de casados, o namoro pode e deve continuar porque a rotina pode matar qualquer receita de felicidade;
- Pitadas de surpresa fazem toda a diferença. Surpreenda com pequenos gestos de carinho, roupas diferentes, cheiros, comidinhas, palavras e presentinhos;

- Mantenha um pouco de mistério, isto sempre deixará o desejo em alta. Muita intimidade e rotina fazem com que o desejo baixe;
- O fermento indispensável é o beijo. Beije na cama, fora da cama, beije sempre. O beijo estabelece o vínculo da amorosidade;

- E como “recheio” bem gostoso desta receita tem o sexo. Casais que mantêm uma vida sexual satisfatória têm muito mais tolerância um com o outro. Um sexo com prazer, envolvimento, orgasmo e entrega de um para o prazer do outro é algo que pode fazer toda diferença. Vale a pena investir.





“A única forma que conheço é o casal se propor a investir na relação, querer mudar o que está ruim e ter como ‘forma do bolo’ o amor”.

 

Psicóloga e terapeuta sexual

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601