Do amor ao sexo Edição 76 - dezembro de 2013

PRELIMINARES em dois tempos

» Izabel Eilert (izabeleilert@terra.com.br)


Não é novidade que a mulher demora mais para se preparar para o sexo do que o homem. Que elas são como fogão a lenha e eles, fogão a gás (ou micro-ondas, muitas vezes). É esta diferença de tempo que ainda gera desencontros nos casais e problemas na cama.

Talvez algumas mulheres não saibam, mas parte dos homens é tão afobada e investe tão pouco tempo nas preliminares por ter medo de perder a ereção. Não tem nada de emocional nesta história, como, por exemplo, de não querer dar prazer ou ser egoísta, ou não ser romântico. Simplesmente, o tempo dele é menor, se excita mais rápido e fica pronto para a penetração e aí quer penetrar – dar o “melhor dele” para mulher.

Já a mulher precisa de tempo para entrar no clima e para se sentir envolvida emocionalmente e fisicamente pelo homem. É este tempo que faz com que ela vá construindo sua excitação e preparando seu corpo lentamente para receber o falo, para acumular todo seu prazer em uma represa que culminará em orgasmo ou orgasmos.

Então, os casais, sabendo destas diferenças, devem investir em estímulos para o homem ficar tranquilo quanto à manutenção da ereção e para a mulher entrar no clima da excitação. Façam para o outro o que ele gosta, e não o que cada um gostaria de receber. Descubra onde o outro gosta de ser tocado, como e quando. Use as mãos para acariciar, a boca para beijar, mordiscar e lamber. Fale palavras de amor ou eróticas baixinho no ouvido, enfim, vá construindo o erotismo e a excitação. Isto dará tempo para a mulher se excitar e, com certeza, o homem também aproveitará.

A preocupação não tem que ser com a penetração, e sim com todo o jogo erótico, com todo envolvimento e carinhos que precedem a penetração. Como li certa ocasião, mas de autor desconhecido, infelizmente: “Para a mulher, as preliminares não são os 15 minutos que antecedem a penetração. É tudo o que acontece na vida dela nas outras 23 horas e 45 minutos”. Portanto, o sexo não se restringe ao momento da cama, mas à entrega de um ao outro todo dia, das gentilezas, das demonstrações de carinho, da tolerância, dos toques e de surpresinhas. Com isso, é muito mais fácil se chegar ao sexo.



 

"Para a mulher, as preliminares não são os 15 minutos que antecedem a penetração. É tudo o que acontece na vida dela nas outras 23 horas e 45 minutos"




* Izabel é psicóloga e terapeuta sexual






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601