Expresso EDIÇÃO 25 - MAIO 2009

Toques


Cresça na empresa

 

Conheça as sete atitudes que travam as suas perspectivas de crescimento profissional e mude sua postura


1. Não ter sonhos

Quem não almeja um lugar melhor está colaborando para sua estagnação. É fundamental querer melhorar, sair da zona de conforto, ter um sonho de crescimento.

 

2. Parar no tempo

Não investir no seu desenvolvimento é erro grotesco. A formação que consta no currículo não costuma ser suficiente. Mas se você não puder frequentar cursos e treinamentos, espelhe-se nos funcionários destaque. Preste atenção no que eles são diferentes e siga os mesmos passos. Faça a sua parte e a empresa fará a dela.

 

3. Falar e não fazer

Reclamação é péssimo, ainda mais se você está no grupo das que apenas distribuem lamentações e não fazem nada para melhorar. Esperar muito do empregador e não mostrar sua contrapartida são pontos negativos.

 

4. Não interagir

Da mesma forma que não respeitar os chefes pesa negativamente, perde pontos quem não se esforça em se relacionar bem com os companheiros. A regra é clara: todos merecem o mesmo respeito.

 

5. Perder o respeito

Lembre-se sempre de que as determinações do chefe devem ser cumpridas, sejam elas quais forem. O mesmo vale para as regras da empresa que têm de ser seguidas à risca, até se não concordar.

 

6. Falar gírias

Não precisa aprender a usar todos os pronomes oblíquos ou aplicar o pretérito perfeito no dia-a-dia, mas se todas as suas conversas são infestadas de gírias seus chefes têm toda razão de torcer o nariz diante de seu nome numa eventual promoção. A informalidade nos diálogos tem limites.

 

7. Vestir-se mal

Você pode até ser do telemarketing e não ter contato com o público, mas andar com barriga de fora, sandália de dedo e vestido muito curto são práticas imperdoáveis no trabalho. Se o chefe lhe vê assim, jamais lhe dará um cargo que inclua visitas ao cliente, por exemplo. Se quer crescer, melhore sua imagem.



 


DICA


. Na hora de economizar energia elétrica, forre a tábua de passar roupa com papel de alumínio. Além de poupar energia, é bem mais fácil de passar a roupa, já que não é preciso ficar virando a peça.






 


FRASE


"Gosto da minha idade. Tenho tanta coisa para olhar, não vou ficar procurando rugas. Gosto de viajar, de viver. As rugas contam a minha história."


Vera Holtz, atriz  






Li e recomendo


Sérgio de Moraes, 44
Médico


Título
“O físico”
Autor

Noah Gordon

 


“No ano 1021, na Inglaterra, um jovem órfão torna-se aprendiz de um barbeiro-cirurgião e se apaixona pela medicina. Ele inicia uma vida de aventuras e busca pelo conhecimento que o levam até a Pérsia, onde vai aprender essa ciência. É uma história fascinante, bem escrita, um livro de fácil leitura que mostra não só a precariedade da medicina na Idade Média, mas também é um aprendizado sobre a cultura judaica. Faz refletir até onde a determinação e a coragem podem nos levar”.



Vi e recomendo


Fernanda Wrasse, 32
Projetista de móveis


Título
“Minha vida na outra vida”
Diretor
Marcus Cole



“Quem acredita no espiritismo vai gostar muito e até se emocionar. O filme mostra a história de Jenny, uma mulher que vive no interior dos Estados Unidos e que tem visões, sonhos e lembranças de sua última encarnação, como Mary, uma irlandesa que faleceu na década de 30. Intrigada, Jenny vai em busca de seus filhos da vida passada. Todo o filme é baseado em fatos reais e retrata com fidelidade, lógica e respeito a reencarnação.”




 Para sempre




Tânia Regina Oberdiek


Depois de dois anos morando em Santarém, no Pará, para acompanhar o marido que é militar, Augusto Oberdiek Júnior, 44, Tânia está novamente residindo em Cachoeira, sua terra natal. Formada em Administração, ela dedica-se ao comando de sua empresa, a Multisom. Aos 40 anos e mãe do Andrés, 14, e da Andressa, 11, a empresária ainda participa do grupo de cursilhistas da Igreja São José.



1985 - Tânia Regina Züge Fagundes




 
MEUS ENDEREÇOS

Gastronomia: Ponto de Cinema, pelo atendimento aos clientes e versatilidade, pois além de restaurante e pizzaria, ele também oferece música ao vivo e opção de beber um chopinho ao ar livre.

Viagem: Punta Del Este e Rio de Janeiro, a última por ser realmente uma cidade maravilhosa em todos os sentidos.

Moda: gosto muito das roupas, acessórios e calçados da Carmin, pelo estilo não convencional que elas possuem. Gosto de comprar na Vértice (Cachoeira do Sul), Hangar (Santa Maria) e Elite (Porto Alegre).

Lazer: na Fazenda das Águas e Fazenda Pinheiros, onde consigo me desligar de tudo e me divertir com meus filhos.

Descanso: na minha casa aos domingos, pois é o único dia da semana que consigo realmente parar e curtir a minha família.


Josué Porto Oliveira
Médico, 46 anos





POR  ONDE  ANDA

Sulie Cruz Richter

Conhecida na cidade por ter ostentado o título de rainha da 9ª Fenarroz, Sulie Cruz Richter, 29, mudou-se para São Leopoldo em 1996 com o objetivo de cursar a faculdade de Jornalismo na Unisinos. Em 2003, quando estava no último ano do curso, foi morar no México para trabalhar como modelo e há seis anos voltou e fixou residência em Porto Alegre. Casada desde então com o paulista Antônio Jutglar, que possui escritório de assessoria financeira na capital gaúcha, eles são pais da pequena Pietra, de dois anos e quatro meses. Hoje, Sulie é proprietária da loja Sapattaria - Ponta de Estoque, instalada também em Porto Alegre.





MODA

Lenços, cachecóis, xales, mantas - eles prometem ser o acessório-chave nos dias mais frios, transformando produções e dando estilo às combinações mais básicas. O cachecol handmade (confeccionado manualmente) é o rei do inverno graças ao aspecto feito pela vovó. Dê duas voltas ao redor do pescoço, criando quase uma gola alta.






JÁ PENSOU?

Não é todo mundo que tem um armário no lavabo para guardar papel higiênico extra e é muito chato quando você está na casa de alguém e vê que o papel acabou, procura por outro rolo e nada. Uma solução bem diferente é colocar os rolos em um vaso grande de vidro. Na foto não é o banheiro social, pois além dos papéis, estão expostos os cotonetes, bolinhas de algodão e discos para remover a maquiagem. Mas isso é fácil, é só substituí-los por sabonetinhos e toalhas pequenas. Caso não tenha a bancada para apoiar, coloque os vidros no chão, no canto do lavabo. Eles viram um arranjo bem criativo.





AGENDA

Programe-se para maio
Dia 10
A Praça é Nossa, na José Bonifácio, a partir das 16h

Dia 30
Jantar-baile da Comenda do Arroz 2009,  na Sociedade Rio Branco






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601