Expresso Edição 73 - setembro de 2013

TOQUES


Vamos caminhar!

 

Não espere o verão chegar para praticar caminhada. Comece desde já a se exercitar. Caminhar faz bem porque aumenta a disposição, faz dormir melhor, ajuda no controle da diabetes e melhora a capacidade cardíaca e pulmonar. Veja como aproveitar melhor o exercício:

 

. Use roupas leves e confortáveis, adequadas à estação do ano.

. Calce tênis com amortecimento.

. Prefira caminhar sobre a terra ou grama, que exigem mais esforço e possuem menos desníveis do que a calçada, evitando lesões.

. Ouça música ou caminhe acompanhada. Assim é bem mais estimulante.

. Pratique ao menos 40 minutos por dia, quatro vezes por semana.

. Alongue: o alongamento é a palavra-chave para tornar a caminhada mais segura e eficiente, por reduzir o risco de lesões e cãibras.

. Faça uma refeição leve, à base de sucos e frutas, antes de caminhar. Isso evita queda de pressão, náuseas e fadiga. Mantenha a hidratação adequada antes, durante e após a atividade física. Beba água. Jamais substitua a água por refrigerantes.

. Tenha bons pensamentos. Quando sair para caminhar, deixe as preocupações de lado. Tente cultivar bons pensamentos e utilizar a caminhada para relaxar.






 

 

 

 

DICA

Ao consumir pelo menos um mamão por semana, pode-se reduzir as chances de contrair o vírus HPV. Além disso, cientistas descobriram que ele pode acelerar a cura de queimaduras e ferimentos. Nos idosos, ajuda a melhorar a visão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FRASE

“Estou sempre alegre. Essa é a melhor maneira de resolver os problemas da vida.”

Charles Chaplin, ator

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para sempre


Aos 56 anos de idade, a empresária e artesã de bijuterias Elizabeth Trevisan Pelzer, a Beth, ainda tem a beleza dos tempos em que carregava a faixa de rainha do sesquicentenário da imigração italiana. Por sua beleza e por possuir descendência italiana, ela representou nossa cidade em todos os festejos que aconteceu no estado.

                                                                      
                  1975 Elizabeth Trevisan                                                          2013 Elizabeth Trevisan Pelzer

 

 

 

 

 

MEUS ENDEREÇOS

Gastronomia – Gosto muito dos filés que o Ponto Gourmet serve e das pizzas da Bittencourt, principalmente a de estrogonofe.

Viagem – Estive recentemente em Madri (Espanha), onde me encantei com sua beleza, capricho, povo educado e acolhedor. Fui também a Toledo (Espanha), uma cidade medieval que preserva suas origens. Outro lugar maravilhoso que eu conheci é Punta del Este (Uruguai).

Moda – Gosto de roupas confortáveis, em tons de nude e preto. Minhas marcas favoritas são Colcci, Ellus e Dudalina. A loja que mais compro em Cachoeira é a Dullius.

Lazer – Adoro andar de bicicleta, fazer caminhada, sair com as minhas amigas e também tomar chimarrão na pracinha do Soares.

Descanso – Gosto muito de curtir minha casa com a minha família e amigos.


Melina Chaves, 32, estudante de Pedagogia e empresária

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POR ONDE ANDA

Marilia Dalmolin

Formada em Medicina pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Marilia, 27, está no Rio de Janeiro fazendo residência em endocrinologia e metabologia. A médica saiu de Cachoeira do Sul no ano de 2004 para fazer faculdade em Santa Maria, onde morou por seis anos, e depois foi para Porto Alegre fazer residência em clínica médica. A cada dois meses ela vem para Cachoeira do Sul visitar a família. “Gostaria de ir mais vezes, mas devido à minha rotina e à distância acabo indo menos”, observa. Quando acabar a residência, a médica ainda não decidiu se virá para cá. “Ainda não tomei a decisão. Tudo vai depender das oportunidades que surgirem. Adoraria voltar para Cachoeira, onde está minha família e grandes amigos que mantenho desde que saí da cidade”, diz.

 

 

 

 

 

 

JÁ PENSOU?

Quem curte moto não pode desperdiçar nenhum pedaço quando ela já não funciona mais. Belíssimas luminárias, cadeiras e quadros podem ser feitos com peças jogadas no ferro velho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PERGUNTE AO ESPECIALISTA


Qual a diferença entre um psicopata e um esquizofrênico?


Esquizofrenia é uma doença caracterizada pela perda do contato com a realidade, podendo ser desencadeada por um mosaico de situações e de forma gradual. Já a psicopatia é um conjunto de comportamentos e traços de personalidade específicos, tornando o indivíduo encantador à primeira vista, porém costumam ser egocêntricos. Adotam comportamentos irresponsáveis e divertem-se com o sofrimento alheio. Raramente aprendem com seus erros e não conseguem frear impulsos. Vale lembrar que avaliações do psicólogo e do psiquiatra são de fundamental importância para um diagnóstico adequado.

Paula Gazzaneo Ayres
, 27, psicóloga formada em dezembro de 2012 pela Ulbra/Cachoeira
 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601