Expresso Edição 69 - maio de 2013

Toques


Mitos e verdades sobre a água

. Água em jejum é bom?
Sim. Acordar e beber um copo d’água ajuda o organismo a eliminar com mais eficiência as toxinas que se acumulam durante o período de sono. Mas não saia de casa só com a água no estômago. O café da manhã deve ser tomado em seguida.
 
. Devo esperar ter sede para me hidratar?
Não. Quando sentimos sede, o organismo já está começando a ficar desidratado. Devemos nos habituar a tomar água constantemente e aos poucos. Dessa forma, também, a sensação de fome diminui, o que ajuda a emagrecer.
 
. Água gelada queima calorias?
Sim. Como o corpo precisa trabalhar mais para aquecer o líquido assim que ele chega ao estômago, há um gasto calórico maior do que quando a água é ingerida em temperatura ambiente.
 
. Com a refeição engorda?
Não, mas pode deixar o estômago pesado e atrapalhar o processo digestivo, caso a água seja ingerida em grande quantidade.
 
. Elimina toxinas?
Sim. A água é um santo remédio para mandar embora do corpo tudo aquilo que está em circulação e não será usado. A pele fica mais viçosa e a celulite diminui.

 

 

 





 

 

 

DICA

As roupas de couro estão cheirando mal? Experimente colocar nos bolsos um pedaço de algodão com um pouco de perfume. Retire depois de 24 horas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FRASE

“Não estou aqui para agradar a todo mundo. Estou aqui para cuidar da minha vida”.

Carolina Dieckmann

 

 







 

 

 

 

 

Para sempre

                            
1988 Luciana Kaempf                                                                                         2013 Luciana Kaempf Gastal


Contrariando o estereótipo de que o glamour das misses está nos longos cabelos, aos 16 anos, Luciana, 42, foi eleita rainha da VII Fenarroz (1987). No baile de escolha, ela lembra a frase dita pela mestra de cerimônias: “Os padrões de beleza da época serão rompidos. A cidade do arroz ganha uma rainha de sorriso largo e cabelos curtíssimos”. Lu é advogada e empresária - saiu de Cachoeira em 1989 para estudar Direito, em Pelotas. Lá, casou com Claudio Gastal e é mãe de Laura, 14, e Luisa, 12. Hoje mora em Porto Alegre e faz sucesso com o blog Lugastal. Também é apresentadora de TV na Rede Aparecida.

 

 

 

 

 

 



 

MEUS ENDEREÇOS


GASTRONOMIA –
Pizzaria Bittencourt e o Bangalô, duas ótimas opções para encontrar os amigos.

VIAGEM – Florianópolis, pelas inúmeras opções de lazer. Também a serra gaúcha no inverno.

MODA – Não tenho predileção por nenhuma marca. Faço questão de um bom perfume (Malbec Gran Reserva). Costumo comprar minhas roupas na Loja Bartz.

LAZER – A fotografia é minha válvula de escape. Com minha câmera na mão, esqueço a correria do dia a dia. Cachoeira do Sul é meu cenário preferido.

DESCANSO – O aconchego da minha casa. É onde tenho a melhor companhia, escuto boa música, leio meus autores preferidos e curto meus animais de estimação!
 

Fábio Scroferneker Ramos, 37, empresário da loja Aconchego

 

 

 

 

 

 






 

 

 

 

POR ONDE ANDA


Paula Torres Tavares Casarin


Paula, 37, que em Cachoeira assinou a coluna de variedades Paula.com no Jornal do Povo, deu tchau para a cidade em 2005, quando se mudou para Porto Alegre.
Formada em Farmácia - Bioquímica, ela casou-se com o ex-colega da faculdade Diego Casarin, 38, natural de Bagé, e já tem dois filhos, Fernando Henrique, 6, e João Vicente, 5. “O reencontro com o Diego acelerou meu processo de retorno à capital. Queria viver um grande amor”, conta Paula, que se dedica totalmente à família. “Considero um privilégio estar com eles o tempo todo e curtir todas as fases. Passa muito rápido e já sinto saudade de quando eram bebês”, diz. Sempre que pode, a farmacêutica está em Cachoeira para visitar os familiares.

 

 

 

 

 

 

 

JÁ PENSOU?


Pedaços de madeira e uma corda podem virar um charmoso balanço para decorar a casa. Se preferir, pode usá-lo no jardim ou na frente da casa.





 

PERGUNTE AO ESPECIALISTA

Tenho 27 anos e já estou começando a ficar grisalho. Isto é normal?


A cor do cabelo é algo genético, assim como a quantidade de fios brancos que temos. Em uma situação normal, o cabelo branqueia porque perdem a cor por  causa da apoptose (autodestruição programada) dos melanócitos, células produtoras da melanina alojadas no bulbo capilar, que dá cor aos cabelos. Existem pessoas que têm tendência a ter mais cedo devido à falta de formação de melanina, e está associada principalmente a fatores genéticos. Porém, o estresse e traumas emocionais também podem ser causadores. Não importa a idade, mais cedo ou mais tarde, os cabelos grisalhos chegarão.


Altemir Ferro Corrêa, 43, médico generalista, 4 anos de profissão



 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601