Expresso Edição 56 - março de 2012

TOQUES


O que não se deve fazer no trânsito

. Jogar papel, palito de sorvete, ponta de cigarro... Ou qualquer lixo pela janela do veículo.

. Xingar o motorista do carro vizinho. Conte até mil, mas não ceda a essa tentação.

. Usar a buzina à toa. Calcar a mão, na porta do prédio, só para avisar que chegou, é muita folga.

. Travar as passagens das ruas só para não perder um sinal amarelo.

. Fazer do carro uma boate com caixas de som apropriadas para um estádio e impor suas músicas ao bairro inteiro.

. Dar uma de esperto ultrapassando pela esquerda os carros que estão na fila e, depois, querer que os outros ainda o deixem voltar como se nada tivesse acontecido.

. Cutucar o nariz ou espremer cravos na fila da sinaleira.

. Achar que é um direito de toda mãe fazer fila dupla ou tripla na porta dos colégios na hora de buscar os filhos.
 
Fonte: livro “Alô chics”, de Glória Kalil











DICA

Tirar esparadrapo, muitas vezes, é complicado, principalmente da pele de bebês. Para evitar a dor, basta friccionar por cima do adesivo um algodão com um pouco de óleo corporal. Sai bem fácil!














FRASE

"A boa educação não é artigo de luxo, mas de primeira necessidade, e não é preciso ser rico para ser educado"

Danuza Leão, no livro “É tudo tão simples”












Li e recomendo


Luciano Morschel
38, administrador

Título:
“Paixão por vencer”

Autor:
Jack Welch

“Após uma carreira de sucesso, o autor do livro consegue, com toda sua experiência, simplificar e desmistificar temas como liderança, gestão de pessoas, gestão de crises, estratégia, etc. Muito interessante para quem quer aprender ou entender a gestão e negócios, desde recém-formados até grandes executivos”.




Vi e recomendo


Laura Köhler Homrich

32, administradora e designer

Título:
“O ritual”

Autor:
Mikael Hafström

“Trata da história de um seminarista decidido a abandonar a igreja, que por orientação de seu superior vai passar um período no Vaticano para estudar rituais de exorcismo. Suas dúvidas aumentam quando um padre exorcista lhe apresenta o lado mais obscuro da igreja. É um filme interessante, que prende a atenção do telespectador”.





Para sempre


2012 - Máglia Naon Machado

Ela, que já cursou Magistério e Economia, acabou se encontrando numa área bem diferente. Nasceu com o dom de deixar as pessoas mais bonitas e é isso que há deixa realizada. Aos 44 anos, é cabeleireira profissional e está há 14 anos comandando o seu próprio salão de beleza. No dia a dia, além do trabalho, ela se dedica à prática de atividades físicas e à sua grande paixão, o filho Ronaldo, 13.



1985 - Máglia Naon Machado







MEUS ENDEREÇOS

GASTRONOMIA – El Fogon, em Cachoeira do Sul, El Secreto, em Punta del Este, La Picanã, em Rivera, Durski, em Curitiba, e Cantina Pastasciutta, em Gramado. Aprecio estes restaurantes pelo atendimento e principalmente pela qualidade do cardápio.
 
VIAGEM – Adoro o Uruguai, pela cultura, história e culinária. Praia de Bombinhas é destino certo todo ano, por ser linda e ter muita curtição na pousada Vila do Farol. Além dessas: Paris. Impossível não gostar! Tudo é um charme por lá.
 
MODA –
Compro tudo aqui em Cachoeira, pois o atendimento é muito bom, além da qualidade das marcas, como: Bob Store, Le Lis Blanc, Fragmento, Puc, Melissa, Zoomp, Forum, Calvin Klein, Victor Hugo, Arezzo, Dumond e Capodarte.

LAZER – Meu lazer é estar na Fazenda Costa Larga, propriedade onde reunimos a família e os amigos.

DESCANSO –
Minha casa. Não existe lugar melhor para descansar melhor do que lá.


Juliana Jaeger Beckel, 38, comerciária








POR ONDE ANDA

Maurício Both

Em 2003, ele foi fazer intercâmbio nos Estados Unidos, onde ficou por um ano. Quando retornou ao Brasil, ingressou na faculdade de Teatro, entretanto, após cursar o primeiro semestre, decidiu concluir os estudos em uma universidade americana. Formado, Maurício decidiu ir mais longe. Em 2009, ingressou no mestrado em Londres, onde ainda reside. Hoje, aos 25 anos, ele pretende consagrar ainda mais o seu trabalho e também planeja dar aulas em universidades. “Adoro morar em Londres, por ter todas as opções que uma cidade grande oferece, mas com muita organização e tranquilidade”, conta ele, que visita Cachoeira do Sul ao menos uma vez por ano.






MODA



CERTO
                                                                                                                            


Por mais linda que seja a roupa escolhida para uma festa, tudo pode ir por água abaixo se o sapato não for adequado.

. Lisos: tons de bege que se confundem com a cor de pele. São os mais neutros, fazem com que os pés fiquem quase invisíveis.

. Tom sobre tom e monocromáticos: não tem erro, se a ideia é não se arriscar muito.

. Pretos: não são nem tão neutros, nem tão básicos quanto parecem. É uma escolha convencional, mas é uma cor forte que pesa e, por isso, nem sempre é a melhor opção.


ERRADO






























JÁ PENSOU?


Quando o colchão fica no chão, é possível utilizar um baú, que é uma peça rasteira, como criado-mudo. Uma ideia diferente para o móvel antigo.










BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601