linda insta

Reportagens Edição 126 - julho de 2018

UP na autoestima


Cirurgia de implante de silicone melhora autoestima

 

Influências hormonais, gravidez, oscilações de peso, envelhecimento, entre outras questões, podem afetar uma das partes do corpo de mais relevância na vida das mulheres: os seios. Aumentá-los ou reduzi-los de tamanho, melhorar a sua firmeza ou até reconstitui-los - o implante de silicone veio para corrigir esses e outros problemas. Além de beleza estética, esse procedimento resulta em uma melhora na autoestima e na autoconfiança.


A prótese de silicone é usada também após a mastectomia - cirurgia de retirada dos seios em decorrência do câncer de mama, correspondente ao tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, com estimativa de 59,7 mil novos casos este ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), a cirurgia de implante de silicone é a segunda mais realizada no país, perdendo apenas para a lipoaspiração. Para se ter uma ideia, em 2015 foram realizados 158.950 mil procedimentos cirúrgicos.


O material aloplástico (sintético) utilizado é composto por substâncias quimicamente inertes, inodoras, insípidas e incolores resistentes a fatores externos como água, calor e agentes oxidantes. Está disponível na forma também de próteses para peitorais, coxas e glúteos. Na gestação, as próteses em si não interferem diretamente na amamentação, como apontam profissionais da área. Em se tratando de segurança, antes de fazer uma cirurgia plástica, o paciente deve certificar-se de que o médico é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

 

ELAS APROVARAM O RESULTADO

Fiz o implante de silicone em fevereiro deste ano por estética. Obtive 100% de mudança, melhorei a autoestima, me sinto mais confiante. O médico auxiliou em todo o processo, bem como na decisão do tamanho da prótese. O pós-operatório é muito tranquilo, mas nos primeiros dias a sensação é desconfortável. Fiz uso de medicamentos somente após a realização do procedimento para evitar a dor na fase inicial, mas em menos de uma semana ela cessou. Não dá para fazer esforço físico e movimentos bruscos ou praticar academia por aproximadamente dois meses, conforme recomendação médica. Cuidei também da alimentação antes e depois, ingerindo alimentos saudáveis e nada pesado. É importante seguir os cuidados pós-operatórios, procurar o melhor profissional e não por questão de valores. Compensou o resultado, é muito satisfatório”.                     
CLAIJEANE DOS SANTOS OLIVEIRA (CLAI), 24, ADVOGADA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Realizei dois procedimentos de implante de prótese mamária. O primeiro em 2009, para aumentar o tamanho devido à minha autoestima ser baixa pela falta de mama. O segundo em 2013, um ano após dar à luz, sendo desta vez por decorrência da amamentação, para aumentar o volume da prótese e amenizar a flacidez. Vale destacar que a prótese foi colocada abaixo do músculo da mama, e este método não me impediu de amamentar normalmente. Tanto no primeiro como no segundo procedimento, me senti realizada, melhorando muito minha autoestima. Antes escondia meus seios em blusas largas, sutiãs com enchimento, não gostava nem um pouco do meu corpo. Hoje me sinto segura e realizada”.

JOICIANE SILVA, 38, ESTUDANTE DE TÉCNICO EM TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições
linda no face 2

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601