Reportagens Edição 113 - maio de 2017

Pontos turísticos que você precisa CONHECER


Confira dicas de passeios para se aventurar na região

Para quem busca diversão, por que ir para muito longe com tantas atrações e pontos turísticos aqui perto? Nós cachoeirenses temos uma vista privilegiada às margens do Rio Jacuí, monumentos históricos e áreas verdes de encher os olhos. Não muito além temos parques, cascatas, rotas e muitas outras opções de passeio. Pensando nisso listamos alguns dos mais belos lugares da região que não podem ficar de fora do seu roteiro.
Veja abaixo todos os detalhes de cada um desses passeios, incluindo os preços, a distância e algumas dicas para você se divertir.


FOTO SUZANA DA LUZ – FLICKR



PARQUE WITECK

Um paraíso a céu aberto. Esse é o Parque Witeck, o maior parque privado da América Latina, localizado na BR-153, Km 350, no município de NOVO CABRAIS. A reserva ecológica abriga uma grande diversidade de espécies nativas e exóticas de plantas e animais, sem falar nos ambientes, lagos e cenários que atraem visitantes do mundo todo. 135 espécies de pássaros já foram catalogadas e há mais de 2,7 mil espécies de plantas trazidas de mais de 25 países de todos os cinco continentes. Suas coníferas são oriundas da Ásia, Europa, Oceania e América do Norte.
O Parque Witeck abre para visitação aos sábados, domingos e feriados nacionais das 9h às 18h. Durante a semana somente com agendamento por e-mail ou pelos telefones (51) 99997 2071 ou 99880 7701. Crianças até três anos não pagam, de quatro a 10 anos pagam R$ 5,00 e acima de 10 anos o valor da entrada é de R$ 10,00. Para conhecer todo o local é preciso fazer três quilômetros de trilha, por isso é indispensável usar roupas e calçados confortáveis, levar uma garrafa de água mineral e uma máquina fotográfica para registrar suas belezas naturais únicas.




CAFÉ COLONIAL E CASCATA RADDATZ


Bateu a fome? A pedida é ir à casa Produtos Coloniais da Terra, localizada às margens da rodovia RSC-287, no município de AGUDO (a cerca de 66,4 quilômetros de Cachoeira). Lá você pode fazer uma pausa saborear uma refeição completa com produtos coloniais típicos da culinária alemã, como queijos, salames, cucas e vinhos de ótima qualidade e preço acessível. De quebra você pode conferir as peças de artesanato expostas no estande. Durante a semana o bufê livre custa R$ 20,00 e nos finais de semana R$ 25,00, incluindo a bebida (três sabores de suco à escolha) e sobremesa. O café colonial custa R$ 27,50. O horário de atendimento é das 6h às 21h e nos finais de semana das 7h às 21h.
Ao chegar a Agudo é parada obrigatória visitar a Cascata Raddatz, um dos mais belos pontos turísticos da região. O turista deve utilizar o acesso do trevo na RS-348 chegando à Avenida Concórdia (quando termina o asfalto) até encontrar a cascata, localizada em Linha Nova, distante 12 quilômetros do centro do município.
A propriedade onde está localizada a cascata possui espaço para estacionamento em campo aberto, banheiros, cozinha, área coberta com mesas e venda de bebidas e lanches. O valor da visita é de R$ 5,00. O indicado é ir com roupas e calçados confortáveis e levar uma máquina fotográfica. Cuide de seu próprio lixo ou leve até a recepção.




CACHOEIRAS DE ITAARA E SÃO MARTINHO DA SERRA

O município de ITAARA, a 130 quilômetros de Cachoeira, tem inúmeras cachoeiras e opções de trilha para os iniciantes até os mais experientes. Nesta pequena cidade você pode apreciar a beleza das cachoeiras e mirantes nos distritos Rincão do Canto e do Meio, além de conhecer a Cachoeira dos Sete Lagos, que fica no Arroio Manuel Alves, as cachoeiras Pozzobom, Três Quedas e Véu de Noiva, em Três Barras, e Cachoeira do Assis Brasil, no Rincão do Soturno. A 45 quilômetros de Itaara você pode conhecer as maiores cachoeiras da região central, em São Martinho da Serra. É recomendado usar roupas esportivas e calçados de caminhada ou corrida, proteger-se com boné ou chapéu e óculos escuros e levar lanche e água. Para explorar esses locais os viajantes têm a opção de participar de excursão. Para os mais aventureiros, a pedida é entrar em um clube de ecoturismo, como o Trekking, de Santa Maria, que promove atividades como trilha, rapel e escaladas. Os preços variam, em média, de R$ 20,00 a R$ 30,00. Mais informações: (55) 3317 3400.

DIÁRIO DE SANTA MARIA - CLICRBS




ROTA GERMÂNICA DO RIO PARDINHO


Voltar ao passado é conhecer a Rota Germânica do RIO PARDINHO, distrito situado a 10 quilômetros do centro de Santa Cruz do Sul, na estrada que leva a Sinimbu, outra cidade germânica da região, a cerca de 110 quilômetros de Cachoeira via BR-287 e BR-153. Fundado em 1852, o local impressiona pelas belezas naturais e culturais, mantendo vivas suas raízes da colonização alemã, com cascatas, riachos, balneários, arquitetura preservada de casarões e gastronomia típica. Cafés, pousadas e restaurantes permitem uma convivência com as famílias de descendentes. A Rota Germânica oferece como atrativos a barragem de captação do Lago Dourado, o Mosteiro da Santíssima Trindade, localizado em Linha Travessa, a casa de produtos coloniais Cucas Gressler, a Igreja Evangélica do Rio Pardinho – Igreja Imigrante (a mais antiga igreja evangélica do RS, datada de 1866, considerada patrimônio histórico-cultural) – e a casa de confecção e venda de artesanato Basteleihaus, instalada em uma antiga moradia do Século 20.

BLOG DESTEMPERADOS




PARQUE DA GRUTA


Um dos mais belos recantos da região, o Parque da Gruta, localizado a dois quilômetros do centro de SANTA CRUZ (a 95 quilômetros de Cachoeira), possui uma extensão de 17,4 hectares e oferece atrativos para caminhar por trilha no meio da mata com direito a cachoeira de 15 metros de altura, rapel, tirolesa e arvorismo. Lá você pode apreciar lagos, o minizoológico, ver bugios que vivem livres no espaço e a famosa Gruta do Índio, que dá origem ao nome do parque. Acredita-se que a gruta teria sido feita por indígenas, mas na verdade é uma paleotoca, abrigo subterrâneo escavado por preguiças gigantes há mais de 10 mil anos, como aponta uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs). O local dispõe de churrasqueiras, banheiros, playground, restaurante e lanchonete. É importante usar roupas e calçados confortáveis. O repelente contra mosquitos e uma garrafa de água também são indicados. A entrada é gratuita.

PREFEITURA DE SANTA CRUZ DO SUL





PARQUE DA SANTA CRUZ


Do alto do Parque da Santa Cruz, localizado na antiga pedreira chamada Monte Verde, a poucos minutos do centro de SANTA CRUZ DO SUL, é possível ter uma visão panorâmica da cidade. O local possui uma área verde de 12 hectares sobre paredões de rocha com 60 milhões de anos – basalto, arenito e buxito – onde se encontra esculpida uma figura de Jesus Cristo com quatro metros de altura. À noite a cruz é iluminada com neon, podendo ser vista de qualquer ponto da cidade. Entrada gratuita.

PREFEITURA DE SANTA CRUZ DO SUL





CERRO BOTUCARAÍ


Considerado um dos morros isolados mais altos do estado, o Cerro do Botucaraí, formado por dois tipos de rocha, basalto e granito, com 570 metros de altura, está localizado no município de CANDELÁRIA, a 59 quilômetros de Cachoeira. O monte é procurado por quem gosta de turismo de aventura, pois lá você pode fazer trilhas, rapel, caminhada e escalada. Também conhecido como Santo Cerro, multidões se dirigem ao local em datas religiosas para pagar promessas e beber água da fonte santa que brota da base. Sua história é repleta de contos místicos e lendas. Utilize roupas confortáveis, tênis e repelente e leve água e uma máquina fotográfica.

CANDELÁRIA GUASCA TUR



E MAIS...


Em Candelária você pode visitar o Aqueduto (patrimônio histórico do município situado na Linha Curitiba, construído por um dos primeiros imigrantes alemães em meados de 1870), a Cascata da Ferradura (localizada no distrito Roncador. Possui queda d’água de mais de 50 metros), o Morro Botucaraí, a Ponte do Império (importante patrimônio histórico e arquitetônico do município, construída por volta de 1880 sobre o Arroio Passa Sete. Abriga área para camping), a Praia Carlos Larger (a popular Prainha, conhecida por sediar eventos esportivos e o concurso de beleza Musa do Sol. Possui área para camping, churrasqueiras e restaurante) e o Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues (entre as peças de seu acervo é possível visualizar fósseis de animais pré-históricos, incluindo dinossauros).




PEDRA DAS GUARITAS


Considerada uma das sete maravilhas do estado pela Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul (Setur), a Pedra das Guaritas, em CAÇAPAVA DO SUL, distante 119 quilômetros de Cachoeira, é uma das principais atrações turísticas da região. Sua formação rochosa se deu há milhares de anos e no local há um acervo com fotos de filmagens, incluindo uma coleção de rochas da região. O percurso da viagem é feito através da rodovia BR-153/BR-290/BR-392. Depois segue em uma estrada não pavimentada (ERS-625) até onde a sinalização indica Minas do Camaquã. A associação dos moradores oferece trilhas guiadas pela região e refeição durante o dia. Use roupas leves e confortáveis e tênis ou calçados apropriados para caminhadas.

G1 GLOBO





CENTRO INTERNACIONAL DE ARTE E CULTURA HUMANISTA RECANTO MAESTRO


Aperfeiçoar a capacidade profissional e formação pessoal em um ambiente de paz com hotéis, pousadas, restaurantes e lindas paisagens. Esse é o Recanto Maestro, distrito do município de SÃO JOÃO DO POLÊSINE que se estende a Restinga Seca, a 94 quilômetros de Cachoeira via BR-153, RSC-287 e RS-149, com acesso por Agudo pela RS-348. Esta grandiosa estrutura é resultado de gestão privada em parceria com órgãos públicos cuja missão é voltada à capacitação e formação de jovens profissionais nos âmbitos intelectual, ambiental e social prestando incentivo à produção agrícola sustentável e ao desenvolvimento de pequenas e médias empresas locais.
A localidade é conhecida por abrigar condomínios de alto padrão, empreendimentos e centros de ensino, como a Faculdade e a Fundação Antonio Meneghetti, a Associação Brasileira de Ontopsicologia e a Associação OntoArte, que oferecem cursos e desenvolvem projetos sociais, educacionais e culturais, todos abertos à comunidade. Há a opção de fazer um tour pela região, se hospedar e agendar serviço de guia oferecido pelos hotéis locais. Para quem busca diversão, a pedida é fazer stand up paddle no lago e trilha nas montanhas.

FUNDAÇÃO AM




PEDRA DO SEGREDO

Com cavernas e labirintos, a Pedra do Segredo, localizada em CAÇAPAVA, fica a cinco quilômetros do centro do município, com acesso pela estrada RS-357. As pedras têm aproximadamente 160 metros de altura e assemelham-se a duas cabeças de gorila. O passeio inicia pela Caverna da Escuridão, um túnel com extensão de 60 metros que atravessa a pedra. A segunda caverna é chamada de Salão das Estalactites, cujo teto tem formato de gotas petrificadas. A terceira e última caverna recebeu o nome do seu primeiro explorador, Percival Antunes, localizada a 90 metros de altura. Nesta parte são realizadas trilha, rapel e escaladas na presença de um monitor ambiental e com equipamento adequado. A trilha possui quatro quilômetros de extensão da base até o topo e percorre locais com a flora e fauna nativas. Nestes locais é possível ter uma visão privilegiada do pampa gaúcho e conhecer histórias, tradições e lendas da região.
A entrada no parque é R$ 3,00, onde o turista poderá fazer a trilha de 722 metros qualquer dia da semana e dentro do horário de sol; R$ 6,00 para a travessia na Caverna da Escuridão nos finais de semana e feriados; R$ 10,00 para utilizar a área de camping com direito a rapel e escalada. A trilha de quatro quilômetros custa R$ 40,00 até quatro pessoas e acima de quatro pessoas é R$ 10,00 por pessoa, com saídas às 8h e às 14h nos finais de semana e feriados. É recomendável usar roupas confortáveis e de cores discretas para camuflagem do turista e visualização dos animais, calçados antiderrapantes, proteção contra o sol, água e máquina fotográfica.

REVISTA RUMO





MINAS DO CAMAQUÃ


Onde havia trabalho de mineração de cobre hoje existe apenas lazer e diversão. A Mina de Cobre do Camaquã, localizada em CAÇAPAVA DO SUL e datada de 1865, é um dos principais pontos turísticos do Rio Grande do Sul. Nesta área, a quase 73 quilômetros do centro da cidade, é possível praticar esportes aquáticos na barragem João Dias em meio aos paredões rochosos e mata nativa. Entre os atrativos do local destacam-se a trilha até o topo do Morro da Cruz, a visitação da área industrial das minas (apelidada de “cidade fantasma”), galerias subterrâneas e a cratera a céu aberto onde se formou um belíssimo lago azul de 150 metros de profundidade, podendo mergulhar até oito metros. Todos esses passeios são guiados por uma empresa local e acompanhados por profissionais. Roupas e equipamentos de mergulho são fornecidos pela empresa. O passeio na galeria custa R$ 20,00, o arvorismo R$ 35,00 e a tirolesa R$ 65,00. 
O visitante deve levar roupa confortável e adequada para atividade física, protetor solar e repelente. Há pousadas, mercados e restaurantes na vila.

ZERO HORA - CLICRBS

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601