Reportagens Edição 110 - janeiro e fevereiro de 2017

Gente que é cultura - PARTE 3


Conheça os agentes culturais que fomentam a cultura local

UMA VIDA DEDICADA À CULTURA

A professora de Letras Mirian Regina Machado Ritzel, 56, atua como pesquisadora há quase 30 anos, quando ingressou no Museu Municipal. Ela também passou pelo Núcleo Municipal da Cultura e hoje exerce a função de pesquisadora no Arquivo Histórico, além de integrar o quadro de conselheiros do Compahc e do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC).  Mirian realiza palestras, teve trabalhos e artigos publicados, onde inclui o blog História de Cachoeira do Sul, e participa de programas e entrevistas de rádio e TV. “Meu principal projeto é seguir divulgando a história e as potencialidades culturais do município e defendendo os bens da nossa memória”, enfatiza.


“Contribuo na difusão da memória e das potencialidades culturais do município, o que é fundamental para a consolidação da nossa identidade cultural”. Mirian Ritzel

 


INSTITUIÇÕES DE REFERÊNCIA ESTADUAL
A pesquisadora afirma que somos uma cidade rica em cultura também por conseguirmos, ainda que a duras penas, manter instituições culturais que podem ser consideradas modelo no Rio Grande do Sul. “Essas foram capazes de dar guarida e fomentar a memória, a literatura, o patrimônio e a arte em suas mais diversas manifestações”, frisa. Para ela, no entanto, temos muito que avançar no conhecimento da nossa cultura. “Tanto que o Plano Municipal de Cultura do Município, aprovado em 2015 e com vigência até 2025, apontou como fragilidade ‘pouca valorização dos aspectos culturais’”, lembra Mirian, que cita a falta de conhecimento da nossa história e das nossas potencialidades como o fator causal. “Embora todos os esforços das instituições culturais neste sentido, há ainda um longo caminho a ser trilhado”, admite.



BAÚ DA CULTURA


A professora de Filosofia e História e museóloga LYA WILHELM, ex-delegada de educação e ex-diretora do Museu Municipal, falecida aos 84 anos de idade em fevereiro de 2013, foi um importante ícone de valorização e de preservação da cultura e do patrimônio cultural de Cachoeira do Sul, sua cidade de origem. Especialista em administração e tecnologia educacional, Lya foi diretora da Escola Estadual Dr. Liberato Salzano Vieira da Cunha e da Escola Normal João Neves da Fontoura, hoje Instituto Estadual de Educação João Neves da Fontoura, e sócia-fundadora da Amicus. Ela também foi a primeira presidenta e uma das fundadoras do Compahc e vice-presidenta do Conselho Regional de Museologia (Corem).




DOS FILMES AOS LIVROS


Produtor de filmes independentes, Cristianno Caetano, 26, tem sete anos de gestão e prospecção de cultura. “Acredito que desenvolvo um trabalho direcionado para a simplicidade. Na área do cinema, por exemplo, sempre fiz produções com pouco orçamento. Procuro fomentar nos jovens que para fazer basta querer”, fala.


“Proporcionar experiências marcantes dentro de nossa cidade é uma das minhas missões como apaixonado por cultura e arte”. Cristianno Caetano


LIGADO EM ARTE

Cristianno acredita que a cultura é uma base para formar um ser humano crítico, informado e articulado. Para ele, seu papel enquanto agente cultural é estimular as pessoas a conhecerem o novo, como apreciar uma galeria de arte ou assistir a um clássico do cinema. “Acredito que Cachoeira está se reerguendo pouco a pouco e coisas incríveis estão por acontecer. Ainda existem pessoas que apostam na cultura por aqui”, observa.


EM BUSCA DE CULTURA


O produtor reconhece que apenas uma fatia da sociedade nutre-se sistematicamente de cultura, mas considera que a internet é uma grande aliada nesta busca, já que por meio dela é possível visitar museus no exterior e apreciar novos lugares. “A internet nos aproxima desta realidade em tours virtuais, possibilita conhecer o trabalho de diferentes artistas ou até mesmo assistir a um concerto ao vivo, tudo isso no conforto de nossos lares, na palma de nossa mão”, destaca. No entanto, Cristianno lembra que existem possibilidades múltiplas e espaços bacanas em Cachoeira. “Quem quer vai atrás e faz acontecer”, argumenta.
 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601