Reportagens Edição 106 - setembro de 2016

Enquete


Quais devem ser as prioridades do próximo prefeito eleito em Cachoeira do Sul?

 



“Espero um choque de gestão. Além de saúde, educação e segurança, o futuro prefeito deve dar ênfase à geração de emprego e renda. Também fazer projetos de incentivo para empresas de fora se instalarem em nosso município”.
VANESSA MÜLLER MACHADO, 34, empresária

 

 

 

 

“Melhoria da eficiência da administração pública, implementação de políticas públicas eficientes que tragam verdadeiramente resultados substanciais à melhoria da qualidade da escola pública de ensino básico, promoção de inclusão social, combate à pobreza e qualquer tipo de discriminação e programas,projetos, ações, serviços e humanização na esfera da saúde”.
CLAUDIA BEATRIZ FREY SCARPARO, 56, diretora de Cultura de Cachoeira




“Incentivo aos projetos sociais e culturais, manutenção das estradas rurais e urbanas, preservação do Rio Jacuí e incentivo ao turismo”.
ROSANE FIGUEIREDO, 59, professora



“Investimentos na educação básica, na saúde e na assistência social. Empenho para a viabilização de novos empreendimentos industriais e apoio no escoamento da produção agrícola, com permanente atenção às estradas municipais. Transparência administrativa, responsabilidade fiscal e enxugamento da estrutura burocrática da Prefeitura. Atenção especial à área cultural. Prestígio do quadro de servidores efetivos e redução de cargos em comissão”. 
ARMANDO FIALHO FAGUNDES, 79, advogado



“A prioridade deve ser sempre a educação de ensino fundamental de primeira qualidade como fundamento de transformação social. No campo da produção, estradas decentes no interior somadas com combate ao abigeato através de intensa fiscalização da origem das carnes ofertadas nos açougues do município. Também acho importante um projeto de embelezamento da cidade.”
JOÃO RICARDO SANTOS TAVARES, 46, promotor de justiça



“O futuro prefeito terá um grande desafio de melhorar os serviços de atenção básica de saúde, pois estão muito aquém das necessidades da população. Apesar da responsabilidade e o financiamento serem compartilhados com Estado e União, é no município que as cobranças são feitas”.
LUCIANO MORSCHEL, 43, administrador e superintendente do Hospital de Caridade e Beneficência (HCB)
 






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 118 - outubro de 2017

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601