Reportagens Edição 102 - maio de 2016

Bem-vinda, DOULA!


Mulheres que transformam a experiência do parto em um momento mais tranquilo


Por muitos anos os nascimentos dos bebês eram feitos por parteiras e acompanhados por irmãs mais velhas, mães, tias e avós. Hoje, a maioria deles acontece no hospital e com uma equipe de saúde especializada. E cada vez mais, junto à parturiente neste momento encontra-se a doula.

A palavra doula vem do grego “mulher que serve”. Nos dias de hoje aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional a outras mulheres antes, durante e após o parto. Elas têm um papel muito importante neste processo e é comprovado que o apoio recebido por estas profissionais aumenta as sensações de bem-estar da mãe e suas expectativas em relação ao parto.
 
“O nascimento humano sempre foi algo que me encantou e estive presente em partos de familiares e amigas quando era possível. É uma paixão antiga”. E para dar “voz” a esta paixão a enfermeira Larissa Fortes da Costa, 24, se especializou também em educação perinatal e shantala (uma massagem milenar indiana para bebês). Com dois anos de profissão, ela também é uma doula.

Para Larissa,algumas mulheres acabam realizando uma cesariana porque não têm conhecimento suficiente sobre os riscos e benefícios de parto natural e cesárea. “Estes aspectos devem ser mais discutidos no pré-natal e expostos para as gestantes”, salienta a doula.



“A doula não faz nenhum procedimento técnico, não substitui nenhum profissional da equipe de saúde e, principalmente, não faz parto!” Larissa”.

 

 

 

O QUE FAZ A DOULA?


ANTES DO PARTO

. Orienta o casal sobre aspectos da gestação e sinais premonitórios de parto.
. Esclarece com a gestante o que ela deve esperar do momento do nascimento de seu filho (independentemente da via de nascimento).
. Sana dúvidas sobre o processo fisiológico do parto natural ou cesariana. Se for parto natural, iniciam juntas exercícios preparatórios para o momento de dar à luz.
. Elabora junto com a mãe o plano de parto, onde a gestante expõe suas vontades, medos e desejos para o momento do nascimento de seu filho.

DURANTE O PARTO
. Estimula e encoraja a mãe no parto, empoderando a mesma sobre este momento único em sua vida.
. Realiza massagens e exercícios específicos.
. Utiliza aromaterapia e musicoterapia.
. Orienta posições específicas que auxiliam o transcorrer do trabalho de parto e faz uso de métodos não farmacológicos para o alívio da dor.

PÓS-PARTO

. Auxilia nos primeiros cuidados com o recém-nascido.
. Orienta ao aleitamento materno e cuidado com as mamas, estando à disposição para dúvidas.
Fonte: Larissa da Costa



PARTO NATURAL

“Diversos estudos científicos comprovam que o parto normal é o melhor para a mãe e para o bebê, apresentando benefícios para ambos. Eu não sou desfavorável à cesárea, que ótimo que ela existe, ela pode salvar vidas! Mas ela deveria ser praticada quando realmente houvesse uma indicação para sua realização e quando seu benefício realmente fosse maior do que em relação ao parto normal”, fala Larissa.
 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601