Reportagens Edição 100 - março de 2016

Banheiro fora de casa!


Foi viajar e o intestino parou de funcionar? Isso é bem comum, principalmente entre as mulheres, e pode estar ligado a fatores emocionais

É diferente a forma como homens e mulheres lidam com o intestino. As meninas são educadas desde cedo a não falar sobre este assunto, enquanto os meninos são “autorizados” a falar de suas necessidades fisiológicas publicamente.

De acordo com a psicóloga Elisabel Baptista, 59, sendo 20 anos de profissão, o fato de as meninas “não poderem” falar disso abertamente faz com que elas desenvolvam uma vergonha de ir ao banheiro na escola, na casa de estranhos, e mais tarde, no local de trabalho e na casa do namorado.

Tudo isso pode começar na infância. “Alguns pais ou cuidadores reprimem a criança quando ela faz cocô na calça e isso faz com que ela acostume a segurar essa vontade, causando problemas futuros”, diz a psicóloga.

O resultado disso não poderia ser diferente. As fezes ficam paradas no intestino e começam a ficar ressecadas, causando um grande desconforto, além, é claro, de deixar a barriga inchada.

 

FOTO: CLICK DUO

 

 

“Pelo menos 67% das mulheres se sentem desconfortáveis em evacuar fora de casa”.

                                                                  ELISABEL

 





Por que isso acontece?


Segundo Elisabel, como órgão fundamental para o equilíbrio do organismo, o intestino vem sendo considerado o “segundo cérebro” tamanha a sua relevância para a saúde. “É no intestino que se origina a maior concentração de serotonina do organismo, cerca de 80%, o que revela sua relação direta com a sensação de bem-estar”, fala.

Além de a prisão de ventre estar relacionada a questões alimentares e hábitos diários, está diretamente ligada ao fato de o tema ser considerado tabu. “Para muitas pessoas é um tema difícil de ser falado até com o médico”, diz Elisabel.



 

FIQUE DE OLHO

“É recomendado uma dieta adequada, rica em fibras e em gorduras de boa qualidade, principalmente quando vai passar dias fora de casa. É preciso também que o desejo de evacuar seja respeitado. Desrespeitar esse desejo desregula o funcionamento intestinal e provoca ressecamento das fezes, o que vai se agravando com o tempo”, explica a psicóloga.

 






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 118 - outubro de 2017

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601