Reportagens Edição 99 - janeiro/fevereiro de 2016

Investindo em Cachoeira!


Empório Monjolo trouxe para Cachoeira excelentes produtos internacionais difíceis de serem encontrados aqui

De grande apreciador de cervejas artesanais, Marcos André Quevedo, 32, se tornou empresário e conseguiu unir o útil ao agradável: ter sua própria loja para vender cervejas do mundo inteiro. Ele é natural de Panambi, já morou em Florianópolis, onde conheceu a cachoeirense e administradora Cláudia Sulzbach, 31, e casou, e agora mora em Cachoeira do Sul.

Marcos é publicitário também e tem como sócio na Empório Monjolo o engenheiro agrônomo Rodrigo Sulzbach, 33. Criado em uma cidade tipicamente alemã, ele não poderia deixar de visitar a Alemanha. Lá conheceu, em Munique, um bar com 200 anos de história e com cervejas com mais de 500 anos. “Ver como os alemães se relacionam com a cerveja também é uma experiência cultural interessante”, diz.

Mas a ideia da empresa começou a amadurecer quando estava em Florianópolis. “Fui apresentado às cervejas artesanais e em uma conversa com meu sócio logo abrimos a loja”, fala. O perfil de apaixonados por cervejas artesanais é muito parecido: pessoas que gostam de viajar e conhecer culturas diversas e gastronomia. E imagina concentrar o melhor de cada país em uma loja só e não precisar viajar para buscar? Com este conceito surgiu a Empório Monjolo.

Quem já morou fora e viaja bastante reconhece na loja produtos de ótima qualidade e difíceis de encontrar por aqui. Dá para matar a saudade de comer alguns temperos, alguns chocolates, geleias e muitas outras coisas, sem falar, é claro, na variedade de bebidas. “Trabalhamos para pessoas que buscam novidades e experiências, por isso estamos sempre em busca dos melhores rótulos”, fala Marcos.




“O Brasil vive um bom momento em relação a cervejas artesanais. Segundo o mestre cervejeiro da Brooklin, cervejaria americana conhecida pela qualidade, o Brasil fez em 10 anos o que os EUA demoraram 30 anos para fazer”. Marcos
Na foto, os sócios RODRIGO E MARCOS


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FICA A DICA

. Chocolates premium da Nugali, empresa brasileira que investe em produtos sem glúten, sem lactose e sem açúcar

. Azeite grego Olymp

. Biscoitos sem glúten, sem lactose, sem gordura trans e com ovos orgânicos, como o Santulana

. Vinho francês Cuvee Prestige Saint Emilion Gran Cru 2002 

. Espumante La Brut Rose

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AS CERVEJAS ARTESANAIS SÃO ESPECIAIS - “Elas são produzidas em menor escala, focam na qualidade de seus produtos. Os ingredientes são nobres e selecionados, muitas vezes trazidos da Europa, e têm o processo de fermentação e maturação sem pressa, não são acelerados com produtos químicos. As cervejarias artesanais costumam manter tradições como a Lei da Pureza Alemã de 1516, que prevê somente a utilização de água, lúpulo e cevada, sem adição de conservantes e outros produtos químicos. Por serem diferenciadas, saborosas e marcantes, as cervejas artesanais se tornam mais caras, mas valem o que custam”, explica Marcos, que depois de pensar muito (por gostar de várias) elegeu sua favorita: Lost in Translation Brett IPA, da empresa gaúcha Tupiniquim.
 






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 118 - outubro de 2017

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601