Reportagens Edição 94 - agosto de 2015

WHATSAPP do bem


Em tempos de troca de mensagens pelo famoso aplicativo, é importante ter noção e bom senso


São poucos os que ainda não se renderam ao WhatsApp. O aplicativo que permite trocar mensagens pelo celular sem pagar nada (desde que tenha internet conectada) é uma das febres do momento e nos cerca de todos os lados. Sempre tem alguém com os dedinhos ali, grudados no telefone. O bom deste aplicativo é que também dá para fazer e mandar fotos e vídeos, gravar mensagens de voz, criar grupos e fazer ligações, tudo de graça!
Mas como em tudo, as boas maneiras não podem ser esquecidas e muitos acabam cometendo gafes e causando incômodos. Aí, ao invés de ser algo divertido ou útil, principalmente no lado profissional, acaba se tornando chato. Algumas dicas são válidas na hora de usar o WhatsApp:


Resposta imediata
De acordo com a consultora em etiqueta e autora do livro “Etiqueta 3.0” Ligia Marques, não é porque você viu a mensagem que precisa responder imediatamente. “Visualizá-la não obriga uma resposta. A pessoa pode estar num momento em que não há como digitar, pode querer pensar um pouco mais numa resposta mais adequada, pode ter que consultar outra pessoa sobre o assunto... Há inúmeras possibilidades que podem impedir a resposta, inclusive não querer responder!”, fala.


No trabalho

Segundo a psicóloga especialista em gestão de pessoas Lísia Noal Vieira da Cunha, 41, sendo 16 anos de profissão, o aplicativo deve ser evitado durante o trabalho em momentos de atendimento. “É falta de respeito estar com um cliente ou paciente com o telefone tocando o tempo inteiro. A pessoa pode ficar constrangida e sentir que a atenção não está voltada para ela”, explica. Uma boa dica, de acordo com a psicóloga, é deixar o aparelho no silencioso.


Grupos
Na hora de criar um grupo e adicionar contatos, certifique-se de que aquela pessoa quer fazer parte, pois quando ela vê, está sendo “bombardeada” de mensagens que não lhe interessam e seu número de telefone pessoal está acessível a todos do grupo. Se for criar um grupo, explique a todos o motivo pelo qual ele foi feito. Se você faz parte de um, uma dica é silenciar as notificações, pois em grupos muito grandes você corre o risco de o celular ficar apitando o tempo inteiro.


Otimize 
Cada vez que você libera a mensagem, o telefone da pessoa toca. Ao invés de mandar: “Oi” em uma mensagem, “bom dia” em outra e uma terceira com “tudo bem?”, não seria melhor escrever tudo na mesma mensagem? Aí ficaria: “Oi, bom dia, tudo bem?”. Mensagens curtas e “picadas”, que podem ser escritas numa mesma mensagem, cansam qualquer um.


Mensagens de voz 
Para mensagens de voz, é sempre bom deixar um texto junto (por menor que seja) para a pessoa saber se é algo confidencial ou se pode escutar tendo mais pessoas por perto.


Não misture as coisas!  
Se você participa de um grupo que tem como objetivo troca de mensagens profissionais, por exemplo, não fique desviando o foco com vídeos e fotos engraçadas.


Emoticons  
Os ícones e desenhos disponíveis no aplicativo devem ser usados com cautela. Eles criam uma poluição visual na conversa.  E muitas vezes nem se entende direito o que a pessoa quer comunicar.


Correntes  
Antes elas vinham por e-mail, agora pelo WhatsApp. As correntes do tipo “Se não repassar essa mensagem para 10 pessoas...” continuam sendo um mico.





“Há quem diga que o WhatsApp aproxima quem está longe e afasta quem está perto”.






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 118 - outubro de 2017

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601