Reportagens Edição 93 - julho de 2015

Brincadeira de CRIANÇA


Existe um brinquedo certo para cada faixa etária da criança

Brincar é uma das melhores formas de estimular o desenvolvimento e o potencial de uma criança. A brincadeira fornece ampla possibilidade de interação e desenvolve a criatividade e as capacidades emocionais e intelectuais dos pequenos. Mas na hora de presentear uma criança, muitas vezes surgem dúvidas. O que vai agradar e interessar os baixinhos? Com tantos telefones celulares e tablets nas mãos, como ficam os tradicionais brinquedos na lista de desejos deles?

 

 

 

 

Daiane Keller, psicopedagoga, dá dicas para a hora de presentear uma criança





Uma simples brincadeira
De acordo com a psicopedagoga Daiane Keller, 34, sendo 10 anos de profissão, vale muito a pena estimular e apresentar o “mundo” dos brinquedos, jogos e tecnologias para as crianças e, principalmente, ter um tempinho para brincar com elas. “Seguido vejo crianças que não sabem brincar de pular corda, por exemplo, pelo simples fato de que ninguém foi lá e apresentou tal brincadeira a elas”, diz Daiane. Isso é cada vez mais frequente, já que o que temos mais acessível a nossas mãos é a tecnologia, como celulares, e esquecemos as velhas brincadeiras de criança.


Sensação do momento
Em cada momento da vida tem os brinquedos da “moda”, aqueles que todas as crianças querem. Para elas, os mais pedidos são os personagens da Disney, como os do “Frozen”, a Monster High, a Polly e a tradicional Barbie. Para os meninos, os mais desejados são Max Steel, Hot Wheels, Lego, Spider Man, dinossauros, Os Vingadores, Tartarugas Ninja e Bob Esponja. Segundo Daiane, é importante lembrar que os brinquedos não são exclusivos só para meninos ou só para meninas. “Meninas jogam futebol e meninos fazem comida. Na brincadeira as crianças representam papéis, e isso é muito importante para a formação delas”, explica a psicopedagoga.




FIQUE DE OLHO

MÃOS À OBRA!


Qual o brinquedo certo para cada faixa etária da criança? Confira as dicas da Daiane Keller, que é também diretora do Educentro.

0 a 5 meses
Chocalhos, brinquedos musicais, mordedores, brinquedos de berço, móbiles, livrinhos de pano ou plástico e bolas com texturas diferentes (para serem agarradas com as duas mãos).

6 meses a 1 ano
Brinquedos flutuantes (patinhos de borracha que boiam na água), cubos que tenham guizos embutidos ou ilustrações, caixas ou brinquedos que se encaixam uns dentro dos outros, argolas empilháveis, brinquedos para martelar, empilhar e desmontar e brinquedos eletrônicos de aprendizado.

1 a 2 anos
Brinquedos de variadas texturas (estimulam os sentidos da visão, da audição e do tato), bonecas de tecido e bichos de pelúcia feitos de materiais atóxicos, livros e álbuns de fotografia com ilustrações dos familiares e de objetos conhecidos, brinquedos de empurrar ou puxar e brinquedos de montar e desmontar.

2 a 3 anos

Bolas, muitos blocos de brinquedos (para empilhá-los e colocá-los dentro de caixas), brinquedos de encaixar e desmontar, carrinhos, bonecas, brinquedos para praia ou piscina e brinquedos de equilibrar um em cima do outro. Nesta idade deve-se ensinar a criança a organizar e recolher os brinquedos.

3 a 4 anos
Triciclo, carrinho grande de puxar, aviões, trenzinhos, brinquedos infláveis, bolhas de sabão, caixas de areia com pás e cubos, cabaninhas, casas de boneca, ferramentas de brinquedo, massinha de modelar, objetos domésticos, instrumentos musicais de brinquedo, jogos e quebra-cabeças simples, lápis de cor e papel para desenhar e livros com diferentes ilustrações e histórias alegres.

4 a 6 anos

Esta é a fase do mundo imaginário, sua criatividade está se desenvolvendo. Os brinquedos devem auxiliar a criança a entrar no mundo da fantasia, por exemplo: dinheirinho de brinquedo, caixa registradora, casas de boneca com móveis e telefone. Nesta idade a criança começa a sentir o que chamamos de medos infantis, como o medo do escuro, das bruxas e outras coisas feias que impedem que ela durma. É recomendado uma boneca ou um ursinho de pelúcia, que tem a função de ajudar as crianças a superarem esta fase.

Acima de 6 anos
Jogos de tabuleiro, bolinhas de gude, pipas, carros de corrida, trens elétricos, argila para modelar, pincel, brinquedos de mágica, artigos esportivos, bicicletas, patins, skate, jogos eletrônicos, de memória, videogames, patinetes, futebol de botão, laptops, brinquedos colecionáveis, chaveiros, brinquedos eletrônicos, jogos de cartas, kits, pistas de carrinhos e quebra-cabeças.




OS MAIS MAIS

Na hora de escolher o brinquedo, saber os mais vendidos sempre ajuda. Segundo a gerente administrativa da Multiloja Nascente, Berta Luisa Hettwer, 37, sendo três anos e meio de experiência na loja, os mais procurados na loja são:

 

Livro com chocalhos e mordedores para crianças até um ano de idade (R$ 19,90)



Brinquedo que desenvolve a coordenação motora para um ano de idade com som e movimentos (R$ 205,00)



Boneco Homem Aranha, para crianças em torno de 5 anos (a partir de R$ 32,90)



Frozen  para crianças em torno de 5 anos (R$ 99,90)



Twister para crianças em torno de 9 anos (79,90)



Banco Imobiliário para crianças em torno de 9 anos (R$ 169,99)






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601