Reportagens Edição 84 - setembro de 2014

Elas estão na DIREÇÃO


Mulheres mostram que gostam e entendem de carros

 

Aquela história de que carro é coisa de homem ficou para trás há tempos. As mulheres não só querem dirigir, mas escolher seus veículos de acordo com suas preferências. De acordo com o gerente de vendas da concessionária da Renault em Cachoeira do Sul, a Itaimbé Veículos, Gerson Luiz Miolo, 45, a opinião das mulheres influencia o marido na hora da compra em 90% e elas são responsáveis por pelo menos 48% das vendas da Renault no Brasil.

Enquanto muitos homens levam em consideração a potência, ronco do motor, rodas de liga leve e outros detalhes que remetem mais ao exterior do veículo, a mulher se preocupa mais com itens funcionais. Elas avaliam o consumo de combustível e a organização interna, como porta-objetos, luz no espelho do para-sol, disponibilidade de cores, tecidos mais confortáveis nos bancos, que não deixam marcas nas pernas, e também uma suspensão que não capte muitas irregularidades na pista. “As mulheres buscam ‘mimos’ que antes não eram pensados. Se fixam mais nos atributos internos”, ressalta Gerson.

SÓ PARA ELAS – As fabricantes de carros do país já perceberam esse movimento feminino, tanto que têm criado carros especialmente para mulheres, como o Sandero Stepway Tweed, da Renault. Essa versão limitada tem menos de 2 mil unidades e foi inspirada no mundo da moda. No interior do veículo tem detalhes em xadrez e a carroceria é em duas cores: preto com detalhes em branco e branco com detalhes em preto. “A escolha do Stepway para atrair as mulheres não foi à toa, pois o hatch com visual aventureiro e suspensão elevada tem posição de dirigir mais alta, um dos motivos que fazem a cabeça delas”, explica Gerson.




A funcionária pública aposentada ANA LUIZA LAMB, 60, é uma das mulheres que adora carros. “Queria um carro esportivo, aconchegante e que me desse prazer em dirigir, por isso escolhi a Duster. Valorizo muito a organização interior e os acessórios, como espelhos, sistema de som e porta-coisas. Ah, o sensor para estacionar é ótimo!”, ressalta. Na foto, Ana Luiza está com a filha Juliana, 25, bacharel em Direito.

 

Crédito Fabiana Tischler




 

 

 

 

 

 

 

 

“Além do Sandero, o Clio e a Duster também estão entre veículos mais vendidos para mulheres”.

GERSON

Crédito Fabiana Tischler

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na hora de comprar os acessórios para equipar o carro, as mulheres também se destacam no mercado. De acordo com o proprietário da Hot Som, MAURICIO MACHADO OLIVEIRA, 40, as mulheres representam cerca de 50% das vendas. “Elas gostam de ter um bom som no carro e a maioria prefere as películas mais escuras”, fala o empresário, que atua no mercado há 17 anos.

 

 

 

 

 






 

 

 

 

 

 

TÁ SEGURO!


As mulheres ainda saem ganhando quando o assunto é contratação de seguro para seu veículo. Segundo a corretora de seguros ROSANE SANTIAGO, 58, sendo 16 anos de profissão, as seguradoras taxam o perfil de acordo com as estatísticas. “As mulheres são mais cautelosas ao volante”, observa. De acordo com Rosane, que é proprietária da Santiago Seguros, a diferença de valor depende da seguradora, algumas dão somente 4% de desconto e outras até 12% para a condutora mulher.

Para o educador de trânsito Rodrigo Ramalho, as habilidades emocionais femininas, como empatia, altruísmo e o instinto protetor, auxiliam as mulheres no enfrentamento dos grandes desafios do trânsito atual, desmistificando o preconceito histórico sobre o mau desempenho delas no trânsito. Segundo pesquisa do Portal do Trânsito Brasileiro, 75% dos acidentes são causados pelos homens. Os motivos são variados, tais como: ousadia, excesso de velocidade, ingestão de bebidas alcoólicas, desrespeito à sinalização e ultrapassagens indevidas.

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601