Reportagens Edição 75 - novembro de 2013

Vida de garçom


Os segredos da profissão e as saias justas no trabalho

 

Eles até podem passar despercebidos, mas são essenciais para o sucesso de um bar ou restaurante – tanto que muitas vezes são determinantes na hora de escolher um lugar para ir. Eles são os garçons, que além de estarem sempre prontos para servirem, aguentam reclamações e por vezes são conselheiros. Quantas histórias eles já ouviram e devem ter guardadas na sua caixa preta?

Um dos garçons mais conhecidos em Cachoeira do Sul é o Fernando Costa, 44. Com 24 anos de profissão ele tem muitos segredos, mas pouco conta. “Trabalho em restaurantes e festas particulares e muitas pessoas conversam comigo, mas é tudo confidencial”, diz. Discreto e muito bem humorado, Fernando conquistou os cachoeirenses e sempre atende a todos com muita dedicação. “Adoro minha profissão e foi o que me sustentou a vida toda”, conta. Para Fernando, o cliente sempre tem razão até faltar com o respeito. “A gente vê de tudo e procura ter muita paciência, mas quando tenho que responder algo, respondo”, diz.

Outro garçom que não deixa por menos é o Adair Charão, 31. Com 11 anos de profissão procura ser sempre bem humorado, mas quando faltam com respeito, fala o que tem que ser dito. É comum perguntarmos nos restaurantes algumas sugestões de pratos e mais que isso, perguntamos se tal prato é bom. E agora? Será que eles respondem a verdade? “Sempre digo o que eu penso e dou minha opinião verdadeira. É uma maneira de ganhar a confiança dos clientes’, fala Adair.

LADO RUIM –
Tem coisas que são desagradáveis durante o trabalho, como ser cutucado para ser atendido. “Algumas pessoas não tem paciência de esperar e ficam nos puxando pela manga, isso não é legal”, diz Fernando. Adair concorda e diz que prefere que as pessoas o chamem ou simplesmente levantem o braço. “Estamos sempre atentos, basta fazer um sinal que vamos imediatamente”, conta. O melhor de tudo, segundo eles, é conhecer pessoas e conquistar amizades. “Algumas pessoas nem nos cumprimenta, mas a maioria é muito legal e isso nos dá mais vontade ainda de atender o melhor possível”, fala Fernando.

 



 

 

 

 

 

 

 

“Atendo todas as pessoas com a mesma dedicação. Não faço distinção nenhuma”.
Adair

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Quando o cliente é educado dá mais prazer em trabalhar”.
Fernando

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por uma boa educação

. Seja sempre cordial, agradeça e cumprimente as pessoas que estão te servindo;
. Em festas, não peça uma garrafa de cerveja a cada minuto, tomando apenas um copo e deixando todas pela metade;
. Não assobie e nem puxe os garçons pela roupa. Calma que ele irá até você;
. Não desconte suas frustrações e impaciências nos garçons. Não xingue por coisas que não nada tem a ver com eles;
. Em coquetéis, espere que o garçom levará a bandeja com bebidas e quitutes até você, não precisa segui-lo;
. Em festas, tente conservar o seu copo e não fique trocando a todo o momento, isso agiliza o serviço dos garçons.
 








BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601