Reportagens Edição 72 - agosto de 2013

Lições de PATERNIDADE


É normal escutarmos a frase “mãe é mãe”. Quando falamos isso, estamos nos referindo ao fato de ser ela a fazer tudo e se preocupar com tudo que diz respeito aos filhos. Só que esta realidade mudou. Os pais de hoje também estão presentes na vida dos filhos e dividem com as esposas as tarefas de casa. Acordam de madrugada, trocam fraldas, preparam a comida e dão muita atenção aos pequenose aos já crescidos também. Para homenagear estes papais, LINDA traz alguns deles que não medem esforços para ser o melhor pai do mundo!


PAPAI ATENCIOSO

ROBERTO ROHDE, 60, advogado, é um pai muito presente e tem grande admiração pelas filhas Gabriele Freitag Rohde Almeida, 34, e Roberta Freitag Rohde, 32. Já tem dois netos, o Bernardo, 1 ano e meio (filho da Roberta), e a Catarina, 4 meses (filha da Gabriele). Entre as atividades que mais preza em família estão os almoços e jantares que reúnem todos.


PARA SER UM BOM PAI:
“Procuro acompanhar a vida das minhas filhas de perto, amando-as muito”.

NOVO HOMEM:

“As minhas filhas me transformaram em um novo homem, porque passei a me sentir definitivamente responsável e importante”.


Crédito Balada Alternativa

 


PAPAI CARINHOSO

EDUARDO MÜLLER TISCHLER, 58, empresário, é um pai extremamente carinhoso. Adora dar beijos e abraços nas filhas: Flávia, 28 e Fabiana, 32. O empresário é parceiro para todas as horas e curte os momentos em que vai com toda a família para a fazenda.


PARA SER UM BOM PAI:
“Faço com que minhas atitudes diárias sejam um bom exemplo para elas”.

PRESENTE INESQUECÍVEL:
“No tempo de escola, a Flávia desfilou com uma peça de roupa minha numa apresentação do Dia dos Pais e a Fabiana fez uma homenagem pra mim e colocou no jornal. Foi emocionante”.

 

 

 

 



PAPAI CORUJA

Papai de primeira viagem, o advogado CARLOS EDUARDO TATSCH, 34, encara o desafio de ser pai como uma missão divina e aproveita cada minuto para estar presente na vida da sua filha Gabriela Lisboa Tatsch, 7.


COLOCANDO A MÃO NA MASSA:
“Sempre ajudei minha esposa na troca de fraldas e a preparar a mamadeira. Hoje eu faço a lição de casa todos os dias com ela e a alegria de poder ajudá-la é enorme”.

PRESENTE INESQUECÍVEL:
“Este ano ganhei uma carta dela, onde ela agradecia por eu ser seu pai, dizendo que eu era o melhor pai do mundo, que me amava muito, e pedindo, ao final, um irmãozinho”.

UM NOVO HOMEM:
“Ser pai me deixou muito feliz e mudou minha vida. Sei que tenho que estar sempre bem disposto para assegurar um bom futuro para ela. Chegar em casa e encontrar aquele sorriso maravilhoso fez com que eu me tornasse um homem muito melhor”.


Crédito Joice Bernardi







PAPAI AMOROSO

O empresário FÁBIO LUIS PÖTTER, 42, é muito companheiro da filha Maria Luíza Alvares Pötter, 1 ano e 10 meses, e não mede esforços para estar sempre presente na vida da menina. Ele admite que adora brincar com ela e se divertem muito.


MÃO NA MASSA:
“Quando ela nasceu, tinha muitas cólicas e só o que conseguia acalmá-la era o meu colo. Ficava horas na madrugada andando pela casa com ela até dormir. Até hoje é assim, quando a minha esposa viaja a trabalho, ficamos só os dois e é muito tranquilo. Dou mamá, troco fraldas, dou comida e levo para a escolinha”.

PARA SER UM BOM PAI:
“Quero que ela se sinta sempre muito amada e saiba o quanto é importante para nós”.


Crédito Niágara Opção 3

 

 

 

 

PAPAI FOFO

GABRIEL GUIDOTTI, 42, é papai de primeira viagem, mas logo a família vai aumentar, já que seu segundo filho está a caminho. O empresário é pai de Guilherme Pasqualin Guidotti, 10. Uma das atividades que mais curte fazer com seu filho é assistir filmes.


PARA SER UM BOM PAI:
“Procuro estar presente sempre que possível na vida dele, orientando a seguir bons caminhos e mostrando que estamos sempre no controle”.
 
NOVO HOMEM:
“A paternidade faz com que a gente cresça e aprenda muito. A responsabilidade de ter que criar e educar um filho é algo assustador, mas incrivelmente fascinante”.


Crédito Niágara Opção 3






PAPAI PARCEIRO

O advogado FERNANDO CARNEIRO, 53, sente-se realizado como pai e diz ser a melhor coisa que aconteceu na sua vida. Além de um papai parceiro, ele é um marido muito atencioso e procurou não só realizar os desejos da sua mulher, Claudia, quando ela estava grávida, como também adivinhar o que ela poderia querer. Ele é pai de Fanor Augusto e Maria Fernanda Bartmann Carneiro.


FILHOS:
“O Fanor Augusto, 11, é lindo e tem personalidade forte. A Maria Fernanda, 6, é uma princesa. Olho para eles e... Meu Deus! Essas sementinhas são meus frutos. Isso me enche de orgulho e alegria”.
 
MÃO NA MASSA:
“Até hoje, sou eu quem faz o melhor mamá, o melhor chocolate quente, a melhor torrada. Ainda deito na cama toda noite com eles para contar uma história e esperar o sono vir. Acompanho de perto e estudo junto para as provas. Nos momentos de descontração, brincamos os três de fazer cócegas! São momentos únicos”.
 
SURPREENDENDO SEMPRE:
“Aprendo muito com meus filhos. Eles dominam a tecnologia com um desempenho incrível e têm uma maneira própria de ver e encarar a vida que faz com que eu me surpreenda e aprenda todos os dias”.


Crédito Niágara Opção 3






PAPAI COMPROMETIDO


O advogado FILIPE RIBEIRO SANTOS, 35, curte bastante a vida ao lado do seu filho Lorenzo Trevisan Santos, 3. Um dos passeios favoritos da dupla é andar de Jeep e ir para o Capão Grande brincar.


SER PAI:
“É ensinar o que a gente quer da vida e ver na simplicidade dos momentos a importância e a beleza das coisas que convivemos. Ter a certeza da existência de Deus, dar valor ao testemunho e compreender os porquês da criação que tivemos de nossos pais”.
 
MÃO NA MASSA:

“Sou pai no verdadeiro sentido da palavra, pois desde o primeiro momento de vida fui atento a tudo. Sempre participei e participo de todas as atividades dele, já que faço questão de arrumá-lo, dar banho, fazer o mamá, comida e levar na escolinha”.





 

 

 

 

PAPAI BRINCALHÃO

MATHEUS BELINASO DOS SANTOS, 36, advogado, é pai de Ricardo Onófrio Belinaso dos Santos, 4, e adora estar na companhia do filho. Para educar, ele acredita que a conversa olho no olho, sempre com muito carinho, é o que mais funciona.


SER PAI:

“É uma experiência ímpar, sensacional”.
 
NOVO HOMEM:
“A chegada do Ricardo fez com que eu quebrasse uma barreira, pois ele me ensinou a demonstrar e declarar meus sentimentos, valorizando as coisas simples da vida, porém essenciais no dia a dia. Ouvir dele “eu te amo pai” e conseguir dizer o mesmo faz de mim um homem realizado”.


Crédito Niágara Opção 3

 

 

 

 

 

 

 

 

PAPAI PRESENTE

LUÍS HENRIQUE CASTAGNINO SESTI, 35, agropecuarista, é pai da pequena Joana Schwab Sesti, 2, e faz de tudo para estar sempre presente na vida dela e educá-la para ela ser sempre uma pessoa especial e muito feliz.


UM BOM PAI:
“Participo do dia a dia da Joana, procuro sempre dar muita atenção, ensinar, brincar, educar e criar limites”.
 
DESAFIO:
“Quando aperta, sempre ajudo minha esposa. A Joana adora tomar banho na banheira e é difícil tirar ela de lá. Já troquei fralda algumas vezes e lembro que, certo dia, eu estava sozinho com minha filha e ela embrabeceu e levei mais de 30 minutos para trocar as fraldas. O mamá, eu sempre dava o primeiro da manhã. É uma experiência muito boa”.


Crédito Joice Bernardi






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601