Reportagens Edição 71 - julho de 2013

Chega de falar “ELADO"


Algumas crianças têm dificuldades na fala. Saiba quando é hora de buscar ajuda profissional

Acompanhar o crescimento e a evolução dos filhos é uma emoção para os pais. Cada passo dado e palavra pronunciada é motivo de muito orgulho. Mas, às vezes, o filho tem alguma dificuldade para falar ou vai desenvolvendo a fala lentamente. Isto faz com que os pais fiquem ansiosos, e é aí que mora o perigo. Essa ansiedade não é boa para a criança e poderá dificultar o desenvolvimento em relação à fala.

Segundo a fonoaudióloga Camila Lisboa, 37, 12 anos de profissão, uma das grandes preocupações é quando há essa demora para falar e quando a criança faz trocas na fala. “É importante descartar a possibilidade de perda auditiva. Feito isto, devemos ter paciência e calma porque nem todas as crianças têm as mesmas respostas. Cada uma tem seu tempo e seu ritmo”, observa.

Alguns fatores podem colaborar para o atraso da linguagem, como a estimulação ambiental deficiente, distúrbios emocionais e causa hereditária. O que os pais podem fazer, segundo Camila, é estimular os filhos de todas as formas. “Inicialmente, deve-se amamentar no peito e depois dar alimentos sólidos que exercitem a musculatura da face”, diz. A fonoaudióloga também ressalta a importância de cantar, conversar, nomear objetos, brincar com sons, evitar interromper e corrigir quando estiverem contando algo.

SONS – Um dos sons mais difíceis para as crianças e que, em alguns casos, só conseguem pronunciar entre os quatro e cinco anos são o “gr”, “l” e “r”. De acordo com a fonoaudióloga, a ajuda da família é essencial para esse desenvolvimento, mas se ela chegar aos cinco anos e ainda apresentar erros na fala, o ideal é procurar um pediatra e um fonoaudiólogo. “O tratamento deve ser iniciado imediatamente e o tempo varia de criança para criança, aceitação, motivação e, principalmente, da ajuda familiar”, explica.

 

A interação com outras crianças ajuda no desenvolvimento da fala





Os pais devem brincar com os filhos e estimular a linguagem oral

 

 





 

 

 

SINAIS PARA IDENTIFICAR SE O SEUFILHO TEM PROBLEMAS NA FALA:


. Vocabulário deficiente para a idade
. Dificuldade para estruturar sentenças
. Dificuldade para organizar os pensamentos
. Dificuldade de compreensão
. Dificuldade para narrar fatos

 

 

 

 

 

 

 

 

Para o melhor desenvolvimento da fala, é muito importante que o seu filho interaja com outras crianças. A creche tem um papel fundamental nesta questão. “Jogos, brincadeiras, gestos e a interação com os outros estimulam a linguagem oral”, fala Camila.

 

 

 

 

 




Créditos: Joice Bernardi

 






BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601