Reportagens Edição 66 - janeiro e fevereiro/2013

Férias em segurança


Crianças podem sofrer acidentes domésticos graves se os pais não tomarem precauções


Época de férias escolares. As crianças passam mais tempo dentro de casa e, por mais seguro que o lar possa parecer, para os pequenos, ele esconde muitos perigos. De acordo com o segundo-sargento do Corpo de Bombeiros Diomar Silveira Jaques, 51, sendo 30 de profissão, a melhor forma de evitar acidentes é preveni-los. “Crianças são mesmo desconcertantes. Em segundos, conseguem escapar do olhar vigilante dos adultos e aprontar alguma coisa que lhes põe em risco a vida”, observa ele, que dá dicas junto com o soldado do Corpo de Bombeiros Marcelo Machado da Silva, 28, sendo três de profissão, sobre como tornar uma casa segura para o crescimento das crianças.


Tomadas e isoladores
As tomadas elétricas devem estar sempre vedadas - não com fita crepe ou outra fita adesiva, pois são fáceis de tirar. É preciso bloquear as tomadas de forma a torná-las seguras, como com tapadores específicos para essa finalidade, pois, causando o choque, a criança pode até sofrer uma parada cardíaca.


Piscinas
A piscina é o local preferido dos baixinhos no verão, mas também é onde há muitos riscos, como a queda e consequente afogamento. É sempre importante manter um adulto por perto, verificar se a criança está usando as boias nos braços, usar um tapete antiderrapante, chinelos de borracha e, juntando tudo isso, com o protetor solar, para não ocorrer queimaduras. Quando ela não estiver sendo usada, é importante mantê-la isolada. Cerque a área com grade alta e portão com chave. Coloque cobertura de lona e alarme.


Portas
Tire as chaves da porta para evitar que a criança se tranque.


Sacadas e janelas
Quem mora em condomínio ou em sobrados precisa estar atento à proteção das janelas e sacadas. Nas janelas, prefira grades ao invés de redes. Apesar de custar mais, elas não necessitam de manutenção a cada dois anos como as redes.  Mesmo com proteção nas janelas, não deixe móveis encostados debaixo delas.


Na lavanderia
Para evitar afogamentos, não deixe roupas de molho ou baldes com água em locais baixos, de fácil acesso.


Materiais de limpeza e remédios
O perigo não está só nos produtos de limpeza, está também nos remédios, que devem ser mantidos em lugares altos e trancados à chave. Ao vê-los, a criança pode achar que a embalagem dos comprimidos é parecida com a das balinhas e resolver experimentá-los. Se isso acontecer, os pais devem encaminhar a criança diretamente para o hospital, junto com o produto ou remédio que ingeriu. Bebidas alcoólicas exigem os mesmos cuidados que os medicamentos, ou seja, têm de ser guardadas em armário alto e trancado.


Cozinha
Na cozinha, guarde objetos pontiagudos e cortantes (facas, copos de vidro) e grãos (feijão, arroz, milho) no alto, longe do alcance da garotada. Chegar perto do fogão é muito perigoso, porque nele há sempre vasilhas com água quente ou fogo aceso. Por isso, os cabos das panelas devem estar sempre voltados para dentro. Cabo virado para fora do fogão pode chamar a atenção da criança e induzi-la a pegá-lo. Com ele, vem a panela e o que tem dentro, que cai sobre o baixinho, quase sempre provocando queimaduras graves.

 

 

 

 






EDIÇÃO IMPRESSA


Edição 118 - outubro de 2017

BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601