Reportagens Edição 63 - outubro de 2012

Orçamento no AZUL


Perder o controle das contas ou cair nas armadilhas do crédito facilitado pode atrasar muitos projetos

O endividamento é o vilão do orçamento de qualquer pessoa. Mas manter as rédeas dos gastos sob controle não é tarefa fácil. Segundo o diretor da Ulbra/Cachoeira e professor dos cursos de Administração e Ciências Contábeis, Rogério Brandt, 52 anos, sendo 12 de profissão, a regra fundamental é convencer-se de que precisa gastar menos do que ganha.
Para quem está afundado em dívidas, o ideal é primeiro suspender qualquer compra desnecessária e em segundo lugar buscar a negociação junto às instituições financeiras e demais credoras. Esta negociação deve ser em parcelas fixas e de longo prazo, observando sempre se o orçamento permite assumir o valor fixo negociado. “As famílias endividadas devem buscar orientações através de cursos, palestras, consultorias ou com um profissional que possa ajudar”, recomenda Rogério.









Como deixar o orçamento no azul

. Gastar menos do que se ganha é o começo para não se afundar em dívidas. Então faça uma planilha de gastos mensais. “Algumas pessoas recebem seu salário e não sabem para onde ele vai. Por isso uma planilha simples é fundamental para controlar os gastos”, explica Rogério. O planejamento é a melhor opção para manter equilíbrio no orçamento familiar, pois planejando é que se consegue entender quais são as prioridades de investimentos.


. Para não cair nas armadilhas do crédito facilitado é necessário ter três perguntas em mente: a promoção realmente é atrativa? Estou necessitando do produto? O valor passa no meu orçamento ou tenho recursos próprios para adquirir? “Em caso afirmativo pode comprar. Já em caso negativo, não recomendo a aquisição”, conclui Rogério.


. Cuidado com o que o comércio oferece. No final do ano, o comércio sabe que o trabalhador está com dinheiro e faz propostas tentadoras de compra. Não caia no consumismo sem controle. Pesquise, veja o que cabe no seu orçamento, mesmo porque em janeiro terá contas extras a pagar como o IPTU e IPVA. Nessas contas extras, opte sempre por pagar à vista e com desconto. Por isso, programe-se nesse final de ano para não se apertar no começo do ano que vem.


. Se está afundado em dívidas, utilize o 13o para renegociá-las. Em breve esse valor será creditado na conta de cada um e será essencial para renegociar dívidas com descontos.


. Ganhar pouco não significa que não pode realizar seus sonhos de consumo. “Crie o hábito de reservar parte do seu salário para a realização dos sonhos. Esse dinheiro pode ser aplicado na poupança ou em algum outro tipo de investimento”, ressalta Rogério.





BUSCADOR

Última Edição Todas as Edições

Rua 7 de Setembro, 1015 - CEP 96508-011 - Cachoeira do Sul/RS
Telefone (51) 3722-9696 - Fax (51) 3722-9601